Embora a Apple supostamente esteja trabalhando em um sistema que permite usar um iPhone ou iPad para controlar aspectos de uma “casa inteligente”, ele pode trabalhar de forma mais simples do que a esperada pelo público. Segundo o GigaOm, a novidade não vai permitir que o smartphone tenha controle direto sobre aparelhos, se tratando mais de um programa de certificação para produtos fabricados por terceiros.

A publicação afirma que o esforço da companhia vai se focar em permitir que dispositivos se conectem facilmente a produtos Apple através de sinais WiFi, incluindo a possibilidade de que comandos por voz via Bluetooth sejam inclusos no pacote. No entanto, o programa não será capaz de substituir a necessidade de usar aplicativos próprios a cada fabricante certificada — o que não deixa de ser um pouco decepcionante.

Assim, o esforço da companhia de Cupertino se trata mais de uma tentativa de diminuir um pouco a fragmentação da área do que uma “lição” de como esse processo deve ser feito. No entanto, não se descarta a possibilidade de que certas funções da “casa inteligente” poderiam ser controlados sem o auxílio de um app específico, ou de que os programas executados abrissem automaticamente dependendo contexto — o que ajudaria  dar ao consumidor a sensação “mágica” tão prezada pela Apple.

Testando o mercado

Os dispositivos que quiserem conversar com o iPad ou com o iPhone vão ter que participar do programa MFi, que incluiu o Wireless Acessory Configuration (WAC) da empresa. A ideia não é exatamente nova: durante a CES, a companhia se uniu à fabricante chinesa Haier para mostrar o funcionamento do ar-condicionado Tianzun, cujo ponto mais chamativo era dispensar o uso de senhas ou configurações de rede WiFI para que ele pudesse ser controlado por um gadget com o iOS.

A expectativa é que nas próximas semanas sejam anunciados diversos dispositivos, chips e nomes de parceiros que vão começar a trabalhar com a certificação MFi. Segundo fontes consultadas pela repórter Stacey Higginbotham, o momento não representa uma grande empreitada da Apple no segmento de “casas inteligentes”, mas somente um teste de como ela pode atingir esse mercado em um momento futuro.

Cupons de desconto TecMundo: