Dispositivos com touchscreen (tela de toque) deixaram de ser um diferencial para serem praticamente um recurso básico nos eletrônicos de hoje. Isso fica ainda mais evidente agora, que foram encontradas patentes recentes registradas pela Apple do que seria um "iMac Touch".

O aparelho consiste de uma tela em uma base relativamente flexível, que pode ser facilmente ajustada para que a ela fique deitada. Isso sem removê-la da base, o que cria uma espécie de tablet confortável. O aparelho seria equipado também com acelerômetros para detectar qual o modo atual.

Ou seja, quando estiver de pé, o teclado e o mouse funcionam normalmente e o sistema é o Mac OS X. Quando a tela está deitada, o toque passa a ser essencial e o sistema operacional passa a ser algo mais específico para um tablet, como o iOS do iPhone e iPad.

Flexível.

Fonte: Patently Apple

Apesar de ser uma boa ideia utilizar o toque para controlar o Snow Leopard, por exemplo, trata-se de um sistema não otimizado para isso, o que tornaria complicado e trabalhoso desempenhar diversas tarefas diferentes. Sendo assim, é possível que a Apple utilize ou o próprio iOS ou um híbrido do sistema do Mac como o dos portáteis.

Um aparelho que incorpora dois sistemas em um único local não é uma má ideia, já que, atualmente, ficamos divididos entre múltiplos dispositivos para executar, muitas vezes, as mesmas funções. Assim, temos aplicativos de emails, fotos e calendários em quatro aparelhos diferentes, por exemplo. Com isso, é comum que as informações sejam diferentes em cada um deles, o que cria uma desorganização para o usuário, por mais que ele faça uso da sincronização.

A base deita a tela.

Fonte: Patently Apple

Ao juntar isso tudo com a "necessidade" atual de dispositivos com tela de toque, um iMac Touch parece uma boa pedida, principalmente para os fãs de produtos da maçã. Vale lembrar que, por se tratar de uma patente, é somente um conceito, não propriamente um produto a ser lançado. Só resta esperar.

Cupons de desconto TecMundo: