(Fonte da imagem: Reprodução/BGR)

Se alguns meses atrás a Apple já enfrentava problemas com a fabricação do iWatch, hoje o Digitimes mostrou que ela continua lutando contra as limitações de produção do novo aparelho. Segundo os relatórios do site, a taxa de rendimento da produção do iWatch e do Toq, da Qualcomm, estão abaixo de 50% — o que significa que, a cada 100 relógios produzidos, apenas 50 estão em condições de serem vendidos no mercado.

O problema enfrentado pelas empresas está na moldagem por injeção, um método frequentemente utilizado pela indústria tecnológica para fabricar os componentes internos dos aparelhos, mantendo a rigidez mesmo com os mais diversos formatos. Como o iWatch e o Toq apresentam peças na parte exterior do dispositivo, eles requerem tratamento especial na moldagem, o que vem gerando os problemas na produção.

Mesmo com todas as dificuldades, a Apple continua esperançosa para lançar o iWatch até o final de 2014. Mas não é só ela que está buscando explorar o mercado de dispositivos vestíveis, já que Sony, Samsung Electronics, Pebble, Casio, Nike, Adidas, Epson e LG também estão desenvolvendo novos produtos com essa tecnologia.

Cupons de desconto TecMundo: