Simplicidade de apps do iWork e iLife desaponta usuários

1 min de leitura
Imagem de: Simplicidade de apps do iWork e iLife desaponta usuários
Avatar do autor

Apps perderam inúmeras funcionalidades avançadas (Fonte da imagem: Divulgação/Apple)

No evento que anunciou os novos iPads, Tim Cook aproveitou o tempo para apresentar as novas versões das suítes de aplicativos iWork e iLife, para produtividade de entretenimento respectivamente. Na ocasião, o CEO da Apple ainda deu uma cutucada no Microsoft Office por conta do preço, já que o iWork passou a ser gratuito. Mesmo assim, a maior cutucada mesmo veio de parte dos usuários das suítes de apps da Maçã, que ficaram completamente decepcionados com a extrema simplicidade das novas ferramentas.

Nos fóruns do site da fabricante, muitas pessoas reclamaram de uma grande quantidade de funções que simplesmente sumiu do aplicativos, especialmente do Pages, o processador de textos do iWork. Alguns chegaram a dizer que o concorrente do Word foi descontinuado e a Apple resolveu lançar uma nova ferramenta com o mesmo nome no lugar, mas essa muito menos funcional.

Além das massivas críticas ao novo Pages por parte dos usuários mais exigentes, apps como iMovie, Keynote e Numbers também foram citados como sendo ferramentas inferiores às suas versões anteriores.

Outra discussão recorrente entre os usuários que não gostaram dos novos iWork e iLife é sobre a semelhança das suítes para Mac e suas versões para iPad. Eles comentam que, na tentativa de deixar os apps nas duas plataformas mais parecidos, a Apple enxugou as ferramentas do Mac, nivelando tudo por baixo. Há relatos de que até alguns atalhos de teclado desapareceram nos apps do iWork.

Fontes

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Simplicidade de apps do iWork e iLife desaponta usuários