Microsoft: iWork não é um bom negócio nem de graça

1 min de leitura
Imagem de: Microsoft: iWork não é um bom negócio nem de graça
Avatar do autor

Qual você prefere? (Fonte da imagem: Reprodução/All G. Consulting)

Não é de hoje que Apple e Microsoft têm se cutucado aqui e ali pelos mais diversos motivos. Afinal, as duas companhias são concorrentes diretas em praticamente todos os campos em que atuam. A mais nova história de amor e ódio entre as empresas começou na última terça-feira (22), na conferência da Maçã que anunciou os novos iPads. Na ocasião, Tim Cook disse que sua concorrência estava tão confusa que começou a colocar tablets dentro de PCs e PCs dentro de tablets. Fora isso, o iWork, a suíte de apps para produtividade da marca, foi anunciado como sendo gratuito a partir de agora. Será que alguém não percebeu a motivação por trás disso tudo?

A Microsoft percebeu e um de seus executivos, Frank Shaw, o vice-presidente para comunicação da criadora do Windows, soltou uma grande resposta em um blog oficial da companhia desconsiderando os comentários ácidos de Cook e ainda fazendo pouco do “deficiente” iWork.

“Disponibilizar o menos poderoso e menos popular iWork de graça em seus tablets não é lá um grande (ou bom) negócio”, comentou Shaw. Ele explica ainda que os tablets da Microsoft, o Surface 2 e o Surface RT, já vêm com o Office instalado de graça e, mesmo assim, são mais baratos que os tablets da Apple da nova e da antiga geração.

Ele ainda retruca as declarações da suposta “confusão da concorrência” de Tim Cook dizendo que o iPad não tem a precisão necessária para torná-lo um dispositivo útil para atividades além das relacionadas ao entretenimento. Para ele, os produtos da linha Surface são muito mais adequados para esse tipo de tarefa.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Microsoft: iWork não é um bom negócio nem de graça