(Fonte da imagem: Reprodução/Apple)

Lançada no início de março, a nova geração da Apple TV trouxe uma série de novidades: compra de filmes pelo iCloud, suporte à reprodução de conteúdos em resolução 1080p, recomendações do sistema Genius, entre outras. Tudo isso embalado em uma nova interface que, segundo a empresa, permite o acesso fácil e rápido a todos os conteúdos disponíveis.

No entanto, caso Steve Jobs ainda estivesse vivo, a história poderia ser bastante diferente. É o que afirma Michael Margolis, ex-engenheiro da Apple que trabalhou na divisão responsável pelo produto. Segundo ele, o cofundador da companhia descartou o novo visual há cerca de 5 anos por considerá-lo muito feio.

Segundo Margolis, após Jobs ter perdido sua batalha contra o câncer, “não há mais ninguém para dizer não ao mau design” dentro da empresa. Ele vai além, afirmando que a nova interface é resultado do trabalho de somente um designer visual do time de aplicativos da empresa, que agora é constituído por pessoas totalmente diferentes daquelas com quem ele havia trabalhado.

Em uma declaração enviada ao site The Next Web, o ex-engenheiro afirma que a mudança de aparência é resultado da popularidade de dispositivos como o iPhone e o iPad. Segundo ele, a aproximação com a interface do iOS foi um movimento bastante inteligente, já que a Apple TV não possui tanta popularidade quanto os portáteis da empresa e pode se beneficiar com a similaridade.

Cupons de desconto TecMundo: