A Apple não vem divulgando publicamente os resultados das vendas do Apple Watch, porém, a empresa especialista em análise de mercado Strategy Analytics estima que a companhia tenha comercializado mais de 3,5 milhões de unidades do relógio inteligente no primeiro trimestre deste ano. Com isso, a Maçã ocupa a liderança do setor de dispositivos vestíveis, tomando a frente da Fitbit e suas pulseiras de monitoramento e da rival chinesa Xiaomi.

Com isso, a gigante de Mountain View chegou a 15,9% da fatia de vendas globais, com alta de 3,8% em relação a dados de outubro a dezembro de 2016. A Xiaomi ficou com 15,5%, em queda, assim como a Fitbit, com 13,2% e comercialização de 2,9 milhões de produtos.

“A Apple abocanhou a fatia de mercado da Fitbit porque a segunda série do Apple Watch vendeu relativamente bem nos Estados Unidos e no Reino Unido e outras regiões, devido ao seu estilo caprichado, marketing agressivo e boa presença no varejo. A demanda pelos produtos fitness Mi Band, da Xiaomi, foi ampla nos principais mercados asiáticos”, explica Neil Mawston, diretor-executivo da Strategy Analytics. A queda da Fitbit estaria relacionada à demora na entrada efetiva no mercado de smartwatches.

Vale destacar que os iPads continuam na frente quando se fala no decadente cenário dos tablets.

Cupons de desconto TecMundo: