Você já está cansado de saber que fazer a desmontagem de um smartphone não é a coisa mais simples do mundo. Quando falamos de iPhones, isso fica ainda mais claro. E ao que parece, a Apple não está querendo fazer com que o acesso às informações e a guias de reparo dos aparelhos se torne público.

De acordo com o BuzzFeed dos EUA, nesta semana a fabricante de Cupertino se declarou contra uma nova lei chamada "Direito de reparar", que está tramitando no estado do Nebraska. Se for aprovada, ela pode tornar o estado em um dos grandes polos de manutenção de aparelhos do país, mas isso não agrada muita gente.

Essa lei permitiria que qualquer consumidor ou empresa tivesse acesso a guias de reparo e manuais completos, além de peças de reposição e equipamentos de diagnóstico. A Apple já deixou bem claro que prefere que apenas técnicos certificados possam ter esses materiais — e outras empresas, incluindo a Samsung, já manifestaram o mesmo.

A Apple diz que liberar o acesso disso a todos pode dar a impressão de que os reparos seriam facilitados, mas a verdade é que podem levar a "perigosos consertos rápidos". Nos termos técnicos, a indústria contrária à lei diz que ela pode levar ao "comprometimento de propriedade intelectual  e de normas de segurança".

Você ficaria de qual lado?

Cupons de desconto TecMundo: