Tudo indica que, no evento “misterioso” desta quinta-feira (27), a Apple pode dar mais um passo importante em sua estratégia de integração ao lucrativo mundo do entretenimento televisivo. O detalhe? Possivelmente a companhia vai acabar deixando um parceiro importante de fora da jogada. Rumores indicam que a marca deve anunciar ainda hoje um guia de TV que deve agilizar a busca dos usuários por filmes, séries e outros programas nos mais variados serviços do ramo. A ausência notável nessa plataforma seria “apenas” o acervo da Netflix.

Ao que parece, essa é uma evolução natural dos planos da marca para aumentar o escopo de atuação de sua Apple TV. Tudo indica que, já há algum tempo, a Apple vinha tentando realizar acordos com grandes redes de telecomunicação e donas de serviços online de streaming para trazer toda a sua programação de forma mais fluida para dentro do seu set-up-box. Como a burocracia ou as limitações dessas empresas podem ter impedido uma integração nesse sentido, a Apple preferiu desenvolver sua própria solução para o recurso.

Os guais de TV já foram assim

Como? Criando um software que dribla limitações nativas de APIs ou dos aplicativos desses serviços online para conseguir concentrar tudo em uma única interface. Essa conversa generalizada entre apps e programações de diferentes redes, aliás, tem origem na ferramenta de Single Sign-on, anunciada em junho pela companhia. Com o recurso, a ideia é que seja possível logar apenas uma vez em uma infinidade de plataformas de entretenimento multimídia e nunca mais precisar se preocupar com isso – deixando esses dados salvos na Apple TV.

Em vez de entrar em cada aplicativo para conferir o que está passando por lá, basta fazer uma pesquisa rápida pelo software da Apple

A principal diferença, com o novo sistema, seria que a brincadeira não ficaria mais restrita à tvOS, já que a funcionalidade supostamente deve chegar aos aparelhos com iOS. Dessa forma, a expectativa com esse guia de TV é que você tenha em mãos, a qualquer momento, um mecanismo de busca universal para suas maratonas de séries ou para aproveitar melhor seus momentos de lazer. Afinal, em vez de entrar em cada aplicativo para conferir o que está passando por lá, basta fazer uma pesquisa rápida – e unificada – pelo software da Apple.

Ficaram de mal?

Claro que a história parece bem bacana e que, muito provavelmente, devemos ter todos os detalhes e informações sobre a abrangência da plataforma logo mais. No entanto, não dá para deixar de pensar nos motivos que levaram a Netflix – uma das marcas mais populares e amadas do seu segmento – a não participar da empreitada. Será que, mesmo que ambas as empresas tenham tido parcerias no passado, a dona do serviço de streaming preferiu seguir por conta e deixar sua programação “protegida” e se parada de concorrentes?

Por enquanto só podemos especular, mas essas e outras dúvidas devem ficar claras ainda hoje, já que o evento da Apple está programado para começar às 15h e vai contar com a cobertura completa – e ao vivo – do TecMundo. O que você mais espera ver na conferência, hein?

Cupons de desconto TecMundo: