A revista TIME, tanto em sua publicação física quanto no seu badalado site, é bastante conhecida por divulgar uma série de listas periodicamente, entre pessoas mais influentes, os ricaços da atualidade e outros rankings diversos. Dando continuidade a esse trabalho, a marca liberou na última terça-feira (3), uma listagem que deve agradar os amantes de tecnologia: os 50 gadgets mais influentes de todos os tempos. O grande premiado da vez, como muitos esperavam, é o icônico iPhone e a família formada a partir dele.

De acordo com os criadores do artigo, o smartphone da Apple merece o primeiro lugar no pódio por mudar a forma como as pessoas interagem com os eletrônicos e com a informação como um todo. Embora aparelhos como o Sony Discman D-50 e o Motorola Dynatac 8000x – respectivamente os primeiros aparelhos portáteis nas categorias de CD player e celular – estivessem no páreo, a TIME considerou que o aparelho lançado em 2007 trouxe mudanças tão grande na sociedade que ainda vão ecoar por décadas.

Todo o requinte do iPhone clássico!

Apesar de o design, o uso da tela sensível ao toque e o potente hardware presente no iPhone original serem partes essenciais do sucesso do produto, a revista acredita que foi a introdução da App Store e o modelo dos softwares para a plataforma que realmente fizeram toda a diferença na experiência com o equipamento. “O iPhone popularizou os aplicativos mobile, mudando para sempre o modo como nos comunicamos, jogamos, compramos, trabalhamos e completamos muitas das tarefas rotineiras”, analisa certo ponto do texto.

Destaques da Maçã

Apesar de hoje parecer um tijolinho, o primeiro iPod tinha seu charme.

Claro que, ao longo da trajetória de altos, baixo e altos novamente, a Apple emplacou outros eletrônicos que conquistaram o público. Isso, claro, ficou evidente pela presença massiva da empresa na lista da TIME, anotando nada menos que cinco produtos na compilação dos gadgets mais influentes. Além do celular que moldou uma nova geração de dispositivos móveis, a marca apareceu através dos seguintes aparelhos: Macintosh (na 3ª posição), iPod (9ª), iPad (25ª) e iBook (38ª).

O Macintosh, com seu clássico Mac OS, foi parabenizado pela maneira com que aproximou as pessoas dos computadores pessoais, com design, periféricos e interface amigáveis mesmo aos usuários iniciantes. O tocador de músicas portátil, por sua vez, foi um divisor de águas tanto para o mercado quanto para a própria companhia, já que marcou uma nova era de inovação na casa – atraindo o público para a grife e criando um ecossistema muito mais robusto entre a fabricante e os consumidores.

Apesar da posição mais humilde, foi o antigo notebook de plástico colorido da Apple que recebeu mais palmas, principalmente devido ao seu pioneirismo na introdução da conexão WiFi

Enquanto isso, o iPad – hoje tentando se reinventar para enfrentar a estagnação do segmento – ganhou o respeito dos idealizadores da lista por se mostrar um aparelho “diferente de outros tablets”, oferecendo uma experiência otimizada para os displays maiores. Apesar da posição mais humilde, foi o antigo notebook de plástico colorido da Apple que recebeu mais palmas, principalmente devido ao seu pioneirismo na introdução da conexão WiFi no setor de laptops. No fim, a posta foi certeira, já que a conexão sem fio realmente chegou para ficar, não é?

A Apple é realmente revolucionária quando se trata de gadgets inovadores? Comente no Fórum do TecMundo!

Cupons de desconto TecMundo: