Há poucos dias do evento de apresentação do Apple Watch, que ocorrerá na segunda-feira (9), novas informações vazaram a respeito do relógio inteligente da Apple. Segundo fontes do 9to5mac, que tiveram acesso a aparelhos de teste, a bateria do novo iDevice não deve durar mais do que um dia.

De fato, em uso intensivo de aplicativos, o relógio aguenta aproximadamente cinco horas contínuas. O tempo aumenta significativamente para 19 horas em uso moderado, mas isso ainda significa que o dispositivo deverá ser colocado para carregar todos os dias.

Modo de economia

Conforme reportado pelo New York Times, a Apple introduziu um recurso chamado “Power Reserve Mode” (Modo de economia de bateria) que deve fazer com que as pessoas mais exigentes não vejam o seu relógio desligar antes de chegar em casa. A funcionalidade poderá ser acessada por meio do menu de configurações e mostrará o tempo desde a última vez que o device foi conectado ao carregador e o percentual de carga.

Quanto ativa, a modalidade reduz o brilho da tela, diminui o intervalo de comunicação com o iPhone e desliga o display com apenas dois segundos de inatividade. Em uma das unidades testadas, todas as funções do Apple Watch estavam disponíveis com o “Power Reserve mode” acionado. Contudo, em outra, apenas o “Clock Face” ficou habilitado – ou seja, apenas era possível conferir a hora.

Pelo menos por enquanto, não ficou claro quais recursos devem ser exatamente desativados ou não na versão final do produto, mas a divergência mostra que a Apple está tentando encontrar um ponto de equilíbrio.

Diferente do iPhone, o Apple Watch não deve incomodar com notificações popup de bateria fraca. Em vez disso, o indicador de bateria mudará sutilmente de cor, começando nos 20% por uma tonalidade laranja que vai ficando cada vez mais avermelhada conforme o percentual de energia cai.

Frequência Cardíaca

Um recurso ainda por confirmar, o “Heart Rate Glance”, deve permitir que o relógio inteligente monitore o pulso do utilizador e exiba, a qualquer momento, a frequência cardíaca. A informação, segundo o informante, parece precisa e é exibida em poucos segundos.

Apps e notificações

Além do monitor de pulso, o Apple Watch também deve vir com outros apps (Glances) básicos pré-instalados: Fitness Stats, Activity, Clock, Weather, Music, Quick Settings, Calendar e Maps. O aparelho ainda deve contar com uma central de notificações completa, assim como os demais iGadgets da Apple.

Armazenamento

Conforme os aparelhos de teste, o relógio deve vir pelo menos com 8 GB de armazenamento interno, o que permitirá guardar músicas para reprodução mesmo quando o gadget não estiver sincronizado com um iPhone. Os donos do smartwatch poderão sincronizar canções, álbuns completos e playlists por meio do app Companion para iPhone. O dispositivo também deve ser capaz de transmitir música via Bluetooth para alto-falantes e fones de ouvido wireless.

Companion app

O aplicativo Companion para iPhones deve oferecer tudo o que for necessário para configurar o smartwatch de forma mais confortável. O programa também tem uma opção chamada “Layout” que possibilita realizar o rearranjo dos ícones na homescreen do relógio. Outra novidade interessante é que, sempre que um app compatível com o WatchKit for instalado no iPhone, o Apple Watch receberá automaticamente a novidade.

Coroa digital e display

A tela, apesar de possuir dimensões bem modestas, não deve deixar a desejar na questão de precisão e sensibilidade. Segundo as fontes da 9to5mac, as interações com a tela são agradáveis e não é difícil selecionar a opção desejada. A Coroa – o botão giratório na lateral do relógio –,tem um papel fundamental na utilização do gadget e é sensível a movimentos em qualquer direção.

A qualidade do display, segundo os testadores, é inigualável e não lembra exatamente a experiência vista em um smartphone tradicional, já que as cores são vibrantes e os níveis de preto são excelentes.

Performance

Embora o chip S1 presente no gadget seja comparável ao A5 presente no iPod Touch de quinta geração, há ainda limitações. Um dos testers afirmou que o smartwatch ficou significativamente mais lento depois de ter recebido 200 aplicativos. Apesar disso, como a maioria das pessoas não deve adicionar tantos recursos, o desempenho, no geral, não deve ser um problema.

Na hora de fechar um programa instável, não devem haver complicações, pois basta acessar a tela de desligamento e depois pressionar rapidamente o botão da lateral direita do relógio. O desligamento do aparelho ocorre de forma similar, mantendo o dedo pressionado no botão da direita até que a barra de “shut down” surja de forma similar à vista em qualquer outro iDevice.

Apresentação definitiva

Embora o Apple Watch já tenha sido mostrado há algum tempo e muitos rumores tenham vazado, somente na próxima segunda-feira (9) serão disponibilizados mais detalhes em um evento especial da Apple. Também é esperado que a empresa divulgue a data de lançamento, o preço e os primeiros países que receberão o esperado smartwatch.

Cupons de desconto TecMundo: