Entre as armas que a Apple vai usar para chamar atenção para seu novo sistema de streaming de músicas está o lançamento de faixas exclusivas. A primeira música dessa categoria é “Freedom”, de Pharrel Williams (conhecido pelo sucesso “Happy”), que está sendo liberada aos poucos em teasers divulgados pela companhia.

A existência da faixa não é exatamente uma novidade, visto que ela já havia aparecido durante o anúncio do Apple Music durante a mais recente WWDC. Assim como o novo serviço, a música em questão deve fazer sua estreia oficial no dia 30 de junho deste ano — inclusive no Brasil, que vai ser um dos primeiros países contemplados com a novidade.

A expectativa é a de que a faixa faça sua estreia na rádio online Beats 1, mas logo faça a transição para a seção “Connect”, restrita a assinantes pagos. Aparentemente, essa vai ser uma estratégia comum da empresa com o objetivo de conquistar novos consumidores e fazê-los pagar por uma assinatura.

Gravadoras independentes abraçam o sistema

Após a carta aberta publicada pela cantora Taylor Swift, a Apple decidiu mudar sua decisão de não pagar artistas durante o período de três gratuitos oferecidos pelo Music. Quem se beneficiou com isso foram as gravadoras independentes, que também criticavam a decisão da companhia que fazia artistas “trabalharem de graça” durante esse período.

Pouco após a mudança, a Apple estabeleceu acordos de distribuição com o Beggars Group (Cat Power, Interpol, The National) e a agência de direitos independentes Merlin, que possui em seu catálogo aproximadamente 20 mil selos e distribuidores. Em um comunicado enviado à Billboard, o CEO da Merlin afirmou que a Companhia da Maçã também mudou outros termos que tornaram o serviço mais atraente aos artistas.

Embora os detalhes dos acordos ainda estejam cercados de mistério, esses anúncios são importantes para o estabelecimento do Apple Music como uma alternativa viável a concorrentes como o Spotify. Resta esperar para descobrir se a iniciativa vai conseguir ganhar tração no mercado ou se a Apple vai ter dificuldades em se estabelecer nesse mercado.

Cupons de desconto TecMundo: