O DirectX 12, conjunto de APIs da Microsoft para lidar com o processamento gráfico, está sendo muito aguardado pelos consumidores e indústria. A “aposentadoria” do Mantle pela AMD é uma das provas de que a companhia está apostando todas as suas fichas nessa solução, e uma postagem no blog oficial da empresa deixa isso ainda mais claro.

A AMD dá destaque para dois recursos que o DirectX 12 pretende trazer para o mercado. Um deles já deu as caras aqui no TecMundo: o Asynchronous Shaders, uma forma mais inteligente de lidar com o processamento – ou, mais precisamente, a fila de tarefa dos shaders da GPU. A outra funcionalidade foi batizada de “Multi-Threaded Command Buffer Recording”.

O funcionamento básico do "Asynchronous Shaders", um dos recursos do DirectX 12.

“Multi-Threaded Command Buffer Recording”

Em um jogo, o “Command Buffer” é uma espécie de lista de tarefas que a CPU precisa organizar e apresentar à GPU para que os gráficos precisem ser processados. Aspectos como a iluminação, posicionamento de personagens, carregamento de texturas, reflexos e muitos outros detalhes entram nessa lista.

Hoje, as CPUs vêm equipadas com múltiplos cores de processamento. Com o DirectX 11, parte desse potencial é desperdiçado total ou parcialmente por causa da forma que o conjunto de API trabalha. Isso se dá, entre outros motivos, por causa da incapacidade do DirectX 11 de conseguir quebrar as tarefas do “Command Buffer” em trabalhos “menores”, paralelos e que podem ser divididos entre os núcleos da CPU.

Dois novos recursos poderão ser aproveitados com a implementação do DirectX 12: o "Asynchronous Shaders" e o "Multi-Threaded Command Buffer Recording".

Além da dificuldade em lidar com processamento simultâneo, o DirectX 11 também desperdiça tempo da CPU para gerenciar os drivers e a implementação da própria API. Isso acaba gerando o que é chamado de “overhead”, o que resulta em menos tempo para a GPU executar os códigos do jogo que resultariam em melhora gráfica e mais fluidez.

O DirectX 12 vai entregar uma solução para esses problemas atacando em três frentes:

  • Reduzindo o “overhead” passando o gerenciamento dos drivers e implementação da API para cores disponíveis;
  • O tempo necessário para que a CPU consiga lidar com uma tarefa complexa foi reduzido drasticamente;
  • A demanda de processamento de um jogo pode ser distribuída entre quatro CPUs ou mais;
  • Uma nova “largura de banda” na CPU vai permitir atender picos de processamento, podendo produzir mundos mais detalhados e jogos mais imersivos;
  • Todos os cores da CPU disponíveis vão poder “conversar” com os chips gráficos simultaneamente.

Diferença de implementação do DirectX 12 em uma CPU de 8 núcleos. A demanda de trabalho fica muito mais distribuída.

O GIF acima mostra a diferença de implementação do DirectX 12 em uma CPU de 8 núcleos. A demanda de trabalho fica muito mais distribuída, o que só vai resultar em benefícios para os jogadores.

Resultados

Segundo a empresa, os resultados dessa implementação já são perceptíveis em alguns games. O ainda não lançado Ashes of the Singularity, jogo de estratégia desenvolvido pela Oxide Games e Stardock em parceria com a AMD, consegue utilizar todos os oito núcleos de uma AMD FX-8370 para entregar performance, qualidade de imagem e resolução que, de acordo o CEO dos estúdios, não seriam possíveis com o DirectX 11.

Performance, qualidade de imagem e resolução que, de acordo o CEO dos estúdios Oxide Games e Stardock, não seriam possíveis com o DirectX 11.

Compatibilidade

Apesar dos benefícios que o DirectX 12 pode trazer para os gamers, a AMD alerta que é preciso que os desenvolvedores se comprometam em utilizar os recursos oferecidos pelo novo conjuto de APIs. Nesse sentido, a empresa garante que trabalha de perto com outras companhias para entregar essas funcionalidades e tirar proveito de muitas outras que vão aparecer.

E para matar a curiosidade daqueles que estavam loucos para saber, a AMD também liberou a lista de componentes – GPUs e APUs – que terão suporte ao DirectX 12:

  • Série AMD Radeon R9;
  • Série AMD Radeon R7 ;
  • Série AMD Radeon R5 240;
  • Série AMD Radeon HD 8000 para sistemas OEM (acima da HD 8570);
  • Série AMD Radeon HD 8000M para notebooks;
  • Série AMD Radeon 7000 (acima da HD 7730)
  • Série AMD Radeon HD 7000M para notebooks (acima da HD 7730M);
  • Série de APU (codinome “Kaveri”) AMD A4/A6/A8/A10 PRO-7000;
  • Série de APU (codinome “Kaveri”) AMD A6/A8/A10 PRO-7000;
  • Série de APU (codinome “Mullins”) AMD E1/A4/A10 Micro-6000;
  • Série de APU (codinome “Beema”) ADM E1/E2/A4/A6/A8-6000.

Cupons de desconto TecMundo: