Enquanto todos festejam com as novidades sobre dispositivos móveis na MWC 2015, a AMD abre o mês de março com uma triste notícia.

Conforme postagem oficial no blog AMD Gaming, a fabricante dos chips gráficos Radeon anunciou ontem (02/03) o fim da API Mantle como uma tecnologia recomendada para o desenvolvimento de jogos.

Ainda que muitos fiquem tristes, principalmente considerando a inovação que o Mantle trouxe ao cenário gamer, é preciso ressaltar que a decisão é sábia e vem em boa hora, mesmo considerando que estamos tratando de um software que durou pouco mais de um ano no mercado. Vamos entrar em detalhes.

Segundo a AMD, o Mantle teve um ano espetacular, ganhando suporte de cinco grandes engines (desenvolvedoras parceiras que apostaram parte de seus códigos no Mantle) e de dez grandes aplicações.

Contudo, a empresa ressalta que o grande destaque foi a revolução que ele causou no segmento gamer, já que foi o propulsor para a mudança na forma como hardware e software conversam. Aliás, é importante ressaltar que podemos perceber claramente que o Mantle pode ter sido o responsável pela mudança de posicionamento da Microsoft com o DirectX 12.

A AMD aproveita o momento para deixar claro que ela vai continuar apostando em soluções “abertas” para todos. É por isso que ao aposentar o Mantle, a companhia liberou o documento completo com 450 páginas sobre o funcionamento de sua tecnologia para que outros se inspirem, usem como referência e para criar tecnologias que sirvam a propósitos maiores.

O arquivo disponibilizado contém uma série de informações sobre as capacidades do Mantle que podem ser implementadas, decisões de design que a AMD tomou no desenvolvimento da plataforma e muitas dicas que podem auxiliar na evolução de novos padrões para o mercado.

Mantle sempre vai morar em nossos corações

A AMD ressalta que apesar de aposentar sua API, isso não significa que ela vai morrer necessariamente. O Mantle ainda tem futuro e vai viver graças a arquitetura Graphics Core Next (GCN) que aproveita diversas ferramentas da API que serão reaproveitadas em outras tecnologias, como o DirectX 12 e o OpenGL.

Fora isso, a dona da série Radeon ressalta que 2015 será um ano de transição. Há diversos jogos que ainda vão dar suporte para a plataforma neste ano e o consumidor não vai sentir que a plataforma simplesmente foi um fracasso, pois o processo de substituição pelo DX 12 será gradual e sutil. Abaixo, as novidades que o Mantle ainda deve oferecer:

  • Suporte para os parceiros atuais e possíveis novos projetos que adotem a API;
  • Suporte total para Battlefield Hardline com todos os recursos que estão à disposição da AMD;
  • Uma versão pública do Mantle SDK será liberada neste ano e detalhes serão dados na GDC 2015;
  • A Mantle continuará servindo como uma plataforma de inovação para a AMD;

Para finalizar, é importante ressaltar que a AMD agora incentiva o uso do DirectX 12 e do GLNext nos futuros jogos e aplicações gráficas, já que ambos trazem os conceitos do Mantle e vão poder usar as placas AMD e NVIDIA de forma mais intensa. O que você achou da aposentadoria antecipada do Mantle? Você pôde experimentar algum jogo com a API?

Cupons de desconto TecMundo: