A Amazon divulgou ontem o seu relatório fiscal para o terceiro trimestre de 2014. Os resultados não são nada animadores, uma vez que a companhia registrou uma grande perda operacional de US$ 544 milhões só nesse período. Desse montante, US$ 170 milhões são de prejuízo referente ao lançamento do Fire Phone, o maior fracasso na indústria de smartphones da atualidade.

No relatório, a empresa especifica que tem um montante de aparelhos ainda não vendidos que vale nada menos que US$ 83 milhões, mas não revela a quantidade em unidades no estoque. O restante das perdas relacionadas ao dispositivo é referente a custos operacionais, marketing e compromissos firmados com empresas parceiras para a distribuição do equipamento.

Lançamento morno

O Fire Phone da Amazon foi lançado depois de muitos rumores, mas não empolgou os consumidores  e entusiastas principalmente pelo fato de o dispositivo ser muito focado na própria Amazon e não nos donos do aparelho. A função mais interessante dele era usar a câmera no mundo real para identificar e comprar produtos na loja virtual da empresa. Ou seja, uma plataforma feita para gastar o dinheiro das pessoas.

Como se isso já não fosse motivo suficiente para não adquirir o smartphone, muita gente classificou o aparelho como “feio” e ele só era vendido com exclusividade por uma operadora nos EUA e outra no Reino Unido. Pouco tempo depois do lançamento, ele saía por US$ 0,99 em contrato e, mesmo assim, pouca gente se interessava.

Cupons de desconto TecMundo: