A Amazon confirmou nesta sexta-feira (18) os rumores que prenunciavam o lançamento do Kindle Unlimited, espécie de “Netflix de livros” desenvolvido pela empresa. A partir de agora, quem decidir pagar uma mensalidade de US$ 9,99 à empresa pode ter acesso a um catálogo formado por 600 mil livros, cujo acesso pode ser feito a partir dos e-Readers fabricados pela companhia ou por apps para o iOS, Android, Windows e Mac OS X.

Segundo a Amazon, em um momento inicial o serviço também vai oferecer acesso a uma biblioteca formada por mais de 2 mil livros de áudio disponíveis no Audible. Entre as opções disponíveis estão sucessos como as séries Harry Potter, Jogos Vorazes e O Senhor dos Anéis — além de poder ler qualquer um dos títulos à disposição, os consumidores vão poder mantê-los em seus dispositivos durante um tempo ilimitado.

Assinantes do novo plano vão poder armazenar um total de 10 livros digitais simultâneos em seus dispositivos. Ao menos no momento, a companhia não tem planos de oferecer descontos aos assinantes do Amazon Prime, que pagam US$ 95 anuais para acessar filmes e programas de televisão por streaming, valor que também garante o envio mais rápido de produtos adquiridos pelo site.

Catálogo ainda restrito

Vale notar que, embora 600 mil títulos seja uma quantidade respeitável, esse número representa somente uma fração dos milhões de ebooks disponibilizados pela empresa. Contatada pelo site Mashable, a organização preferiu não mencionar as parcerias que realizou, tampouco especificou os termos que estabeleceu com as editoras participantes da novidade.

Os serviços por assinatura têm se provado uma aposta lucrativa para empresas de internet nos últimos cinco anos. Serviços como Netflix, Hulu, Spotify, Pandora e Beats Music já tornaram comum a ideia de pagar para acessar bibliotecas de filmes e séries através de streamings, e é natural que os livros sigam os mesmos caminhos. Embora algumas bibliotecas já ofereçam o aluguel de ebooks, a Amazon garante que o Kindle Unlimited se mostra mais vantajoso ao não impor as mesmas restrições de prazos e quantidade de títulos vistas em serviços do tipo.

Consumidores interessados no serviço podem aproveitá-lo durante um período gratuito de 30 dias antes de optar por uma assinatura. Vale notar que o serviço não está disponível para usuários brasileiros, embora haja maneira de contornar essa situação para poder aproveitar da novidade.

Cupons de desconto TecMundo: