Um consumidor preocupado com a qualidade sempre pesquisa antes de comprar um novo produto. Para ajudar nisso, a internet oferece vários meios de saber a opinião de outros usuários, e sites de vendas como a Amazon oferecem isso de maneira fácil aos produtos listados na loja virtual. Mas uma opinião negativa foi o suficiente para a empresa de roteadores Mediabridge ser expulsa da mais famosa rede de compras online do mundo.

A história começa com uma situação como muitas outras: o usuário “trevely” fez uma análise na Amazon criticando o roteador Medialink Wireless-N e a companhia que a produz, acusando-a de pagar para que outras pessoas fizessem elogios apenas para aumentar as vendas na loja virtual. No entanto, em pouquíssimo tempo a crítica se tornou a mais “prestativa” do site baseada nos apoios dos demais usuários.

A Mediabridge, em resposta, entrou em contato com o autor por meio de uma carta para que ele removesse a análise, acusando-o de difamar a imagem da empresa e ameaçando-o de ser processado caso não fizesse isso. Com isso, “trevely” postou no Reddit todo o conteúdo da mensagem, e recebeu ajuda da comunidade para correr atrás de seus direitos legais.

O roteador analisado pelo usuário "trevely"

"Nunca na minha vida eu fui tão intimidado por uma companhia", escreveu ele em uma postagem já apagada no site de compras online. Frente toda a situação – e uma chuva constante de reclamações e análises negativas no site – a Amazon ficou ao lado do cliente e proibiu a Mediabridge de anunciar outros produtos na loja virtual.

A resposta oficial da companhia

A empresa postou no Facebook na tarde de ontem um esclarecimento oficial sobre toda a situação. Embora a postagem já tenha sido deletada, a Mediabridge deixou claro que toda a ação foi tomada para evitar ataques contra a imagem da empresa.

“É nossa crença mais sincera de que as pessoas entenderão que não é apenas nosso direito tomar as medidas para proteger nossa integridade, mas que também é esperado que faremos isso quando somos imprudentemente atacados”, declarou a empresa pela internet, afirmando também que a acusação não era verdadeira.

O roteador avaliado recebe constantemente análises negativas, algumas muito piores do que a que levou todo o problema entre o consumidor e a empresa. Apesar da sua saída da Amazon, a Mediabridge deixou claro na carta que enviou ao usuário que ambos se encontrarão pelo tribunal.

Cupons de desconto TecMundo: