(Fonte da imagem: Reprodução/Daily Finance)

A Amazon quer reduzir ainda mais o tempo da entrega dos produtos adquiridos pelos seus clientes na internet e, de acordo com o registro de uma patente feito em dezembro, planeja realizar o envio antecipado dos prováveis itens de compra dos consumidores para regiões e armazéns mais próximos de seus destinos.

A empresa decidiria isso com base no histórico de vendas de cada usuário, no seu perfil de compra, suas preferências, sua lista de desejos na loja virtual, bem como no tempo que passa na página de um produto.

Com essas informações, a Amazon conseguiria antecipar quais são os itens com potencial de venda para cada consumidor, e com os dados de registro do usuário já encaminharia o produto para o ponto de armazenamento (um hub) mais próximo. Confira na ilustração abaixo um esquema desse sistema.

(Fonte da imagem: Reprodução/The Wall Street Journal)

O objetivo da Amazon com esse projeto é desestimular os clientes a visitar as lojas físicas para a aquisição de produtos. De acordo com pesquisas realizadas com os consumidores, a principal razão para continuarem comprando em lojas convencionais é ter o item imediatamente em mãos, sem a demora da entrega de compras realizadas pela internet.

Solução para a logística de entrega

Com o novo método, a Amazon espera reduzir esse intervalo entre a compra efetiva e o recebimento do produto pelo cliente, ainda que o sistema de envio antecipado (sem que uma encomenda tenha sido sequer solicitada) seja um pouco assustador; afinal, a empresa mostra o quanto sabe sobre seus gostos e predileções.

No entanto, o projeto pode ser extremamente bem-sucedido, por exemplo, para entregar livros e discos Blu-Ray para clientes no mesmo dia do lançamento, por exemplo, mesmo que o consumidor realize a compra de última hora.

A Amazon já havia sugerido a entrega de produtos usando até mesmo drones – veículos voadores não tripulados –, então um sistema de encaminhamento e armazenamento por hubs não parece assim tão extraordinário.

É possível, entretanto, que o método gere alguns erros de encaminhamento para clientes ou aumente o número de retorno de produtos de consumidores insatisfeitos. A Amazon considera, contudo, converter esses casos em brindes ou descontos especiais para assegurar a fidelidade de seus usuários. Nada mal, né?

Cupons de desconto TecMundo: