O Fire Phone, iniciativa da Amazon de entrar no mercado de celulares, não decolou. Mas isso não está impedindo Jeff Bezos, presidente da companhia, de investir mais no aparelho.

Em conferência do Business Insider, o executivo afirmou que "serão necessárias várias iterações" do produto para que ele possa julgar o Fire Phone.

"Pergunte-me sobre números em alguns anos", disse Bezos a Henry Blodget, presidente da Business Insider, da qual o dono da Amazon é investidor. Ele falou sobre outras iniciativas que levaram tempo para darem retorno, como os leilões e as zShops, que depois viraram Amazon Marketplace e representam 40% das vendas da companhia.

Lançado em julho deste ano, o Fire Phone se caracteriza por funções como a perspectiva dinâmica, em que se permite controlar o aparelho apenas girando-o, e a Firefly, uma ferramenta que reconhece texto, som e objetos  e aponta para o produto identificado dentro da loja da Amazon. Apesar disso, as vendas foram fracas e acarretaram prejuízo de US$ 170 milhões no último trimestre. O fone não é vendido no Brasil.

Cupons de desconto TecMundo: