No final do mês passado, a Microsoft anunciou que teria vendido um total de 4,5 milhões de aparelhos com Windows Phone durante o último trimestre de 2015 — um dos períodos mais rentáveis para toda a indústria de tecnologia. Mesmo assim, parece que esses números não foram suficientes para levar o sistema operacional para um lugar melhor no mercado.

De acordo com analistas do Gartner (um dos mais respeitados institutos de análise de mercado), o Windows Phone terminou o último trimestre do ano passado com apenas 1,1% do mercado — uma larga queda em relação ao mesmo período de 2014, quando a empresa norte-americana tinha 2,8% do mercado. O número total de aparelhos vendidos também caiu bastante: de 10,424 milhões para 4,395 milhões.

No mesmo período, o Android subiu de 76% (279,057 milhões de unidades) para 80,7% (352,394 milhões). O iOS também caiu em percentual do mercado (de 20,4% para 17,7%) e em número absoluto (de 74,831 milhões para 71,525 milhões). Será que o Windows 10 Mobile será suficiente para reverter esse quadro?

Qual é a saída para que o Windows Phone volte a crescer no mercado? Comente no Fórum do TecMundo