As melhores opções para ripar seus CDs e DVDs

Se você não sabe o que é ripar, não se preocupe, este artigo explica.
  • Visualizações95.519 visualizações
Por Danilo Amoroso em 23 de Março de 2009

Músicas e computadores mantêm uma relação extremamente íntima. O PC virou nosso principal centro de gerenciamento de nossas músicas. É uma prática comum comprarmos um CD ou DVD e imediatamente transferir seu conteúdo para o computador. No entanto, não se trata de um procedimento no estilo Ctrl+C e Ctrl+V.

Aprenda neste artigo o que é necessário para digitalizar suas músicas, além de dicas de programas.

Você já ripou algo?

Entre usuários de computador, o processo de copiar o conteúdo de áudio ou vídeo de um CD ou DVD para um computador em um formato digital é conhecido como ripagem. Um programa capaz desse processo é conhecido como ripador. Essas palavras vêm do inglês rip, que significa, grosso modo, dividir algo em partes.

Ripar é converter o conteúdo de um CD ou DVD para o computador.

Uma ripagem se distingue de uma cópia, pois o conteúdo de um CD ou DVD é convertido em um formato específico. Por exemplo, todo o conteúdo de um DVD pode ser convertido em um único arquivo no formato AVI. Geralmente, o conteúdo convertido é comprimido com uma série de codecs.

No Baixaki

Ripadores de áudio

No Baixaki você encontra diversas opções para ripar CDs ou DVDs. Confira os programas que mais valem a pena para converter seus CDs de áudio.

CDex – o CDex é o ripador de áudio mais baixado do Baixaki e do mundo. Ele converte as faixas nos formatos WAV ou MP3 através de uma interface simples. Para complementar, há a opção de localizar os dados de um álbum utilizando o CDDB, o maior banco de dados de álbuns do mundo.

O Encoder: qualidade nacional.Encoder – este programa brasileiro é o segundo mais baixado no Baixaki, e não é somente pelo fato de ser nacional. De fato, o Encoder é também um conversor de arquivos WAV em MP3 e vice-versa. Diferentemente do CDex, o Encoder acessa o FreeDB para preencher automaticamente informações do artista e do álbum.

FreeRIP: mais opções de conversão.FreeRIP – terceiro mais baixado do portal, este ripador é capaz de converter arquivos nos formatos MP3, Ogg Vorbis, WMA, FLAC e WAV. Atente para a instalação: será oferecida uma barra de ferramentas para seu navegador e também um pacote de ícones. Eles não são obrigatórios.

Free CD Ripper – outra boa opção capaz de converter arquivos nos formatos MP3, OGG e WAV. O diferencial deste programa é a possibilidade de criar imagens nos formatos BIN ou CUE.

Do DVD para o computador

Também é possível extrair o áudio de DVDs para arquivos de áudio digitais. Para isso, você pode contar com os seguintes programas:

Também é possível extrair o conteúdo de DVDs.Free DVD MP3 Ripper – software capaz de extrair o áudio de DVDs, VCDs, SVCDs e convertê-los em MP3. Basta selecionar aquilo que deseja e extrair o áudio.

DVD Audio Extractor – este programa não é gratuito, mas é uma ótima opção para converter o áudio de DVDs em OGG, MP3 ou WAV.

DVD Audio Ripper – também não é gratuito, mas oferece a possibilidade de especificar a duração de tempo do trecho que você deseja converter.

Além de extrair somente o áudio, é claro que você também pode ripar todo o conteúdo de um DVD. Não há sombra de dúvida que a melhor opção encontrada no Baixaki para isso é o DVD Decrypter. Outras opções incluem o SC DVD Copier, Free DVD Decrypter e o Super DVD Ripper.

Como ripar?

A verdade é que cada programa tem sua maneira de extrair e converter o conteúdo de um CD ou DVD. No entanto, todos seguem alguns procedimentos básicos. Veja quais são:

1 – tenha em mente que você tem os direitos de cópia de um CD ou DVD e saiba as limitações deste direito. De maneira geral, não é permitido fazer cópias para propósitos especificados.

2 – escolha seu programa ripador, instale-o e siga as instruções de uso. Como exemplo de áudio, vamos usar o CDex.

Esses três botões fazem quase tudo.3 – Insira o CD no drive. Depois de pouco tempo, as faixas do disco aparecerão na janela do CDex. Atente para os dois botões à direita: o primeiro converte as faixas selecionadas para o formato WAV, o segundo, para MP3. Há ainda um terceiro botão, que possibilita a definição do ponto exato onde você quer cortar.

4 - Para definir onde as músicas convertidas pelo CDex devem ser salvas, clique no menu “Options”-“Settings”. Na aba “Filenames”, campo “Recorded Tracks”, indique o local para salvar.

5 - Para preencher as informações de artista, clique no botão que fica acima da engrenagem. O CDex vai retornar os possíveis resultados. Escolha o correto para continuar.

Ripando um DVD

Ripar um DVD é um processo mais detalhado, mas não é complicado. Como base, usaremos o DVD Decrypter. Antes de começar a usar o DVD Decrypter, é necessário possuir um ASPI layer instalado. Se você receber uma mensagem de erro com o texto “ASPI Initialization failed” ao executar o programa, é necessário instalar alguns drivers para continuar. Para baixar e instalar estes drivers, clique aqui.

O DVD Decrypter, a melhor opção para ripagem de DVDs.

O DVD Decrypter possui três modos básicos de operação:

File Mode

O File Mode pode ser acessado através da tecla F ou através do menu Mode. Este modo é bastante intuitivo. Por padrão, o programa vai selecionar os principais arquivos VOB e os arquivos IFO correspondentes. Se você quiser selecionar mais arquivos, basta clicar sobre eles.

Clicando com o botão direito sobre qualquer arquivo VOB, é exibido um menu com as opções “Decrypt”, “Decrypt From...” e “Stream Processing...”, para que você defina configurações de stream. Esta área é indicada para usuários avançados.

Para iniciar o processo de ripagem, clique no botão “DVD”. Para mudar a pasta de destino dos arquivos, clique no símbolo do Windows Explorer, que se encontra na área “Destination”.

Ifo Mode

Basta selecionar uma pasta para salvar o conteúdo.O modo IFO pode ser acessado pela tecla I ou pelo menu Mode. Para quem já conhece algum software com este recurso, este modo deve ser bastante intuitivo. Em primeiro lugar, é exibida a lista PGC (que indica a ordem dos títulos do DVD). Se o disco em questão possui mais de um conjunto VTS (identificação dos títulos), eles serão exibidos.

Por padrão, o arquivo principal do filme será selecionado. Navegue pelas listas e escolha aquilo que você deseja. A lista de capítulos também é bem simples. Por padrão, todos os capítulos são selecionados. Basta desmarcar os capítulos que você não deseja para exclui-los da ripagem.

Quanto às cells, não mexa nessa área se você não tem plena consciência do que está fazendo. Se você deseja configurar streams de áudio, por exemplo, acesse a aba “Stream Processing”, marque a opção “Enable Stream Processing” e configure do jeito que você quer.

ISO mode

Há dois modos ISO: um para leitura e outro para gravação. O modo de leitura pode ser acessado através da tecla R ou então no menu Mode. O programa vai lhe exibir todas as informações sobre o disco em questão. Basta clicar no botão “DVD” para iniciar a cópia dos arquivos.

Uma vez que os arquivos estão copiados em seu computador, é possível acessá-los através de leitores virtuais e alguns tocadores. Para acessar o modo de gravação, tecle W ou então acesse o menu Mode.

Na área “Source”, selecione a imagem que deve ser gravada. O programa vai exibir algumas informações sobre o disco para gravação. Caso ele não esteja virgem, o botão DVD não será habilitado.

Abaixo, em “Destination”, você pode escolher as opções “Test Mode” (para somente simular o processo sem gravar nenhum dado no disco) e “Verify” (para verificar o conteúdo do disco gravado após o processo). À direita, em “Settings”, você pode determinar a velocidade da gravação. Depois de tudo configurado, clique no botão “DVD” para começar a gravação. Esperamos que você tenha gostado de mais um guia do Baixaki. Até a próxima.



Viu algum erro ou gostaria de adicionar uma sugestão para atualizarmos esta matéria?
Colabore com o autor clicando aqui!