O retorno do Popcorn Time fez muita gente comemorar. Afinal, o site de pirataria que permite assistir à filmes de forma ilegal voltou repaginado, com nova estratégia, mais ambicioso e com novos recursos em sua versão web. A chegada do serviço também coincide com a estreia do plugin que praticamente ajudou a transformar o The Pirate Bay no maior site de streaming de conteúdo protegido do mundo. É claro que essas manobras iriam incomodar a indústria do entretenimento.

Para frear os avanços desse serviço, o BRIEN, grupo holandês de combate à pirataria ligado aos estúdios de Hollywood, enviou uma carta para as pessoas que estão por trás do Torrents Time. Trata-se de uma ameaça de processo caso a empresa não retire o plugin que permite o streaming de conteúdo ilegal do ar imediatamente. De acordo com grupo antipirataria, a utilização dessa extensão fere os direitos autorais das produtoras de filmes.

Segundo o TorrentFreak, o advogado do Torrent Time responde à carta do BRIEN dizendo que não há nada de ilegal no funcionamento do pluign e rebate dizendo que, dependendo do andar da carruagem, vai processar o grupo antipirataria por causa da ameaça. Essa novela provavelmente está longe de ter um fim. Quem você acha que vai prevalecer nessa disputa?

Qual é a sua opinião sobre o streming de conteúdo protegido por direitos autorais? Comente no Fórum do TecMundo!