Qual a marca de notebook mais durável?

Conheça aqui o resultado da pesquisa feita pela Square Trade antes de comprar seu presente de Natal.
  • Visualizações114.051 visualizações
Por Beatriz Smaal em 2 de Dezembro de 2009

A Square Trade, uma das maiores empresas provedoras de garantia do mundo e que faz parte do mercado dede 1999, traz para o público uma pesquisa de durabilidade de notebooks e netbooks.

Com esta pesquisa você terá uma base maior no momento de comprar seu computador portátil e escolherá sabiamente seu próximo eletrônico. Trazemos neste artigo os principais tópicos abordados pela pesquisa.

Metodologia

Para criar a base de dados para a pesquisa, a Square Trade examinou aleatoriamente 30 mil laptops novos comprados nos últimos três anos pelos associados da empresa. A garantia oferecida, ou seja, os requisitos dos dados da pesquisa, abrange planos de cobertura de acidentes assim como falhas de hardware.

A pesquisa separa os danos em acidentais e aqueles provocadas por falhas do sistema. Para se referir ao total de falhas, usa-se a “total failure rate” (medida total de falhas), ou seja, a soma das falhas acidentais e aquelas do sistema, provocadas pelo uso normal do aparelho.

Notebooks na lupa da pesquisa

As linhas de cada aparelho foram definidas através do preço de cada um deles. Netbooks são aparelhos adquiridos por menos de 400 dólares, notebooks medianos são aqueles na faixa de 400 a 1000 dólares e notebooks avançados (Premium) superam o valor de 1000 dólares.

Essa divisão por valores foi criada exatamente por não haver uma definição estanque para o que, de fato, é um netbook. Isso fica ainda mais evidenciado pela grande evolução sofrida por este tipo de aparelho desde o lançamento do primeiro, no final de 2007.

As nove marcas analisadas são Acer, Asus, Apple, Dell, Gateway, HP, Lenovo, Sony e Toshiba. Usou-se um mínimo de 1000 unidades, o que é suficiente para dar uma estatística significante no espaço de dois anos (no teste de marcas, excluíram-se danos acidentais).

Um em três apresentarão falhas

A primeira parte examinada pelo programa foi o total de falhas de todos os portáteis juntamente. Na figura a seguir, a Square Trade mostra os dados de problemas detectados durante três anos.

No gráfico a seguir você confere na linha horizontal o número de meses e, na vertical a porcentagem de falhas dos laptops – em azul o total de falhas, em vermelho falhas de mau funcionamento e, em verde os acidentes.

Problemas em três anos

No primeiro ano, as falhas de hardware chegam a 5%, com este número subindo mais 8% no ano seguinte. A medida de defeitos de funcionamento do hardware ultrapassa os 20% em três anos.

Em termos de acidentes, esta proporção é mantida, ou seja, acidentes acontecem com mais frequência no terceiro ano de uso do computador portátil.

Isso significa que um em cada três computadores tendem a apresentar problemas de uso durante o período de três anos de uso. A informação não chega de surpresa se for observado que notebooks tende a possuir peças delicadas e sofisticadas, mais do que grande parte dos aparelhos eletrônicos.

Além disso, estes aparelhos estão mais sujeitos a fatores ambientais que prejudicam equipamentos internos (placas-mãe, circuitos etc.) como o calor, chuva e frio, exatamente por sua característica portátil.

Netbooks X Notebooks

A análise seguinte da Square Trade está relacionada à durabilidade de netbooks em relação aos notebooks (tanto medianos quanto Premiuns). A empresa analisa apenas um ano de dados relevantes, uma vez que o volume significante de aparelhos desta categoria foi vendido apenas em 2008, quando atinge a marca de 10% do total do mercado de aparelhos portáteis.

No gráfico a seguir, confira na horizontal o total de meses do teste; na coluna vertical, número de falhas em porcentagem – em azul os netbooks, em vermelho os laptops medianos e, em verde, aparelhos portáteis Premium.

Falhas em porcentagem

Através do gráfico percebe-se que nos 12 meses de pesquisa, os netbooks demonstram 20% mais problemas de funcionamento do que notebooks medianos e aproximadamente 40% se comparados com portáteis avançados.

Utilizando os dois gráficos anteriores, a Square Trade mostra uma estimativa de falhas de cada categoria de aparelhos em três anos. Na horizontal os três tipos de aparelhos analisados e, na vertical, a porcentagem projetada em três anos para mau funcionamento.

Estimativa para três anos

Este gráfico trata de uma estimativa para três anos de uso e não a real marca de problemas para os netbooks. Além disso, é importante afirmar que netbooks são os “bebês” do mercado, ou seja, ainda há muito que evoluir.

Novas tecnologias de hardware para estes pequenos portáteis já estão em desenvolvimento, além de sistemas operacionais que se adaptarão à pouca memória de cada aparelho. Portanto, é preciso esperar um pouco mais antes de criticar os pequenos notáveis ou, quem sabe, esperar mais um pouco antes de adquirir um para uso pessoal.

As marcas vencedoras

Para concluir o levantamento, a Square Trade comenta sobre a confiabilidade de diferentes marcas disponíveis no mercado. Seguindo os pré-requisitos já comentados anteriormente (nove marcas, mais de 1000 aparelhos). 

Veja a seguir o gráfico com o levantamento de dois anos e a projeção para três anos de uso. Ele mostra na horizontal as marcas do estudo e, na vertical o índice de problemas de uso em porcentagem – marcações em azul representam o estudo em dois anos e, em vermelho, a projeção para o terceiro ano.

As marcas vencedoras

Quase empatados em índices de problema e, portanto, ganhadores do título de “laptop que traz menos problema”, a ASUS e a Toshiba marcaram menos de 16% de problemas nos seus componentes.

Estes números mostram que os vencedores são 40% mais confiáveis do que a Hewlett-Packard, última colocada com 25,6% de problemas constatados (de acordo com a análise trianual). A Acer e a Gateway, grande fabricantes de notebooks, também mostram problemas de funcionamento em três anos, com porcentagem acima de 23%.

Aparelhos Sony e Apple se mostraram como boas opções, ficando abaixo dos 18%. No “meio da tabela” temos a empresa Dell, com 18,3% de danos. Abrindo espaço para os notebooks com mais de 20% de índice de mau funcionamento, a Lenovo.

Na hora da escolha, a marca é importante

O relatório da Square Trade termina com algumas considerações a respeito dos dados aqui mostrados. Entre elas, ele comenta a importância que as diferentes marcas tiveram nos testes e que este deve ser um grande fator no momento de escolher um portátil para o uso tanto pessoal quanto empresarial.

Escolha com atenção seu próximo portátil

Já para os netbooks, apesar de já contar com algumas informações, estas apenas englobaram 12 meses. Portanto, o progresso deste tipo de aparelho será monitorado durante os próximos meses e deve ser publicado em 2010 em um novo relatório de índices dos problemas relatados à Square Trade.

Para ver o relatório completo (em inglês) acesse aqui o arquivo disponível pela empresa. Para visualizá-lo você precisa de um leitor de PDF instalado em seu computador. Caso não possua este tipo de programa, escolha uma das opções disponíveis no Baixaki.

Sua Opinião

Presente de Natal mais especial sem complicaçõesQual será seu próximo notebook ou netbook? Se você está pensando em gastar a grana extra de final de ano em um computador portátil, é preciso ficar de olhos abertos e pesquisar bastante no momento de escolher a melhor opção.

Esperamos que você tenha gostado deste artigo e prometemos estar sempre à espreita por novidades e estudos confiáveis sobre os aparelhos eletrônicos de suas marcas favoritas. Fique ligado e até a próxima!



Viu algum erro ou gostaria de adicionar uma sugestão para atualizarmos esta matéria?
Colabore com o autor clicando aqui!