De acordo com o Ministério da Defesa da Rússia, existem ao todo 50 drones monitorando e protegendo a área de Força Estratégica de Mísseis do país.

“O aperfeiçoamento de guarda e defesa das instalações da Força Estratégica de Mísseis e aumento da sua proteção contra o terrorismo em 2016 é uma das atividades principais do comando da Força Estratégica”, disse o Ministério da Defesa.

Apesar de os drones serem apenas usados para o monitoramento e não possuírem sistema de defesa, a Rússia divulgou ainda nesta semana um vídeo apresentando uma versão militar equipada com uma bazuca antitanque. Confira abaixo:

O Ministério da Defesa russo afirmou que continua trabalhando em conjunto com funcionários industriais para realizar pesquisas científicas e criar uma nova geração de sistemas automatizados de guarda com objetivos militares.

Desde 2013, a Força Estratégica de Mísseis da Rússia é protegida pelo veículo militar Tayfun-M, que possui drones como parte do seu sistema. No fim de 2015, foram completados os testes de um novo sistema automatizado de guarda equipado com um complexo robotizado de tiro.