Vídeos em Full HD são pesados. Vídeos em Ultra HD são ainda mais pesados. O YouTube deixou muita gente com uma pulga atrás da orelha quando anunciou que passaria a suportar clipes na resolução 4K – afinal, a velocidade de banda larga necessária para reproduzir esse tipo de conteúdo em uma velocidade aceitável é simplesmente inacessível para a maioria dos cidadãos comuns, não é mesmo?

Na realidade, as coisas são um pouco diferentes. O grande truque da Google para popularizar essa resolução está no VP9, um formato de codificação de vídeos anunciado recentemente pela empresa. De acordo com representantes da própria companhia, o novo codec usa cerca de metade da banda larga necessária para realizar stream de um clipe do atual padrão H.264.

Mesmo se você não tiver acesso a um monitor com suporte a 4K, a nova tecnologia será capaz de melhorar sua vida. Afinal, o YouTube planeja adotar o padrão VP9 em todos os seus vídeos, fazendo com que clipes em alta definição também carreguem mais rápido em conexões de menor velocidade.

Cupons de desconto TecMundo: