As desenvolvedoras e distribuidoras de jogos têm investido bastante em publicidade no YouTube e no TwitchTV de seus principais títulos. Contudo, embora a plataforma de vídeos da Google dê muita audiência, esse investimento específico pode não resultar em um aumento expressivo no número de vendas.

Pelo menos é o que concluiu John Ardussi, cofundador da Game Mechanics, em sua publicação no site Gamasutra. De acordo com um levantamento feito por ele, 150 mil visualizações no YouTube, por exemplo, trazem aproximadamente 300 visitantes para a página do game.

Desse total, somente de 4 a 10 se tornarão realmente consumidores e efetuarão a compra do jogo em questão. Assim, chegou-se a uma taxa de conversão de apenas 0,2%. Ardussi não entrou em detalhes sobre a metodologia do seu estudo, mas afirmou que existem outros fatores a serem considerados nesse tipo de análise — como a qualidade do jogo propriamente dito e quanto ele é conveniente para ser divulgado no YouTube.

Um exemplo de sucesso de exposição foi o do game mobile Flappy Bird. Lançado em maio de 2013, o título explodiu nas plataformas móveis somente oito meses depois, após um famoso canal publicar um gameplay dele. Apesar de existirem casos bem-sucedidos como esse, Ardussi diz ter dúvidas sobre a real interferência do YouTube nas vendas de jogos.

“Há uma grande diferença entre divulgação e vendas. Definir suas expectativas antes do tempo é importante. Não tenha o lucro como meta”, comentou o executivo. Além disso, ele orientou aos YouTubers e pessoas que trabalham com tal segmento de conteúdo a não se influenciarem por campanhas publicitárias e a terem a consciência que podem ajudar os desenvolvedores. “Você não precisa mudar a sua opinião sobre o jogo, apenas se certifique de dar todas as informações necessárias”, finalizou Ardussi.

Via BJ

Cupons de desconto TecMundo: