A Turquia está bem ali no meio dos inimigos do Jack Bauer, mas isso não dá ao país o direito de banir o YouTube. E foi exatamente após analisar uma queixa do Colegiado de Advogados da Turquia que os juízes decidiram, na última semana, que o bloqueio ao site de vídeos da Google viola a “liberdade de expressão e os direitos individuais”, transferindo a sentença para o Ministério de Comunicação.

Nesta terça-feira, o comunicado que explicava os motivos de fechamento do YouTube desapareceu do site da Autoridade de Telecomunicações, e o portal de vídeos já podia ser acessado normalmente.

E por que o YouTube havia sido bloqueado? Um breve refresco

O acesso ao canal de vídeos havia sido bloqueado na Turquia em março, numa medida que a oposição tomou ao atribuir o uso do canal de vídeos à divulgação de críticas e imagens comprometedoras contra o primeiro-ministro daquele país, Recep Tayyip Erdogan. O gabinete do político explicou em nota, na ocasião, que a medida era necessária para “evitar espionagem”.

Pouco antes do bloqueio, havia sido publicada, no site, uma gravação de conversa entre militares e funcionários das Relações Exteriores e dos serviços secretos que aparentemente discutiam sobre cenários armados no norte da Síria.

Sobrou pro Twitter também

O Tribunal Constitucional ordenou, no início de abril, a retirada do embargo ao Twitter, também fechado semanas antes. A batalha pelo retorno do YouTube, no entanto, levou mais tempo e alcançou esferas judiciais inferiores até chegar à máxima corte.

Por meio de ferramentas que mascaram IP e outros recursos, os internautas turcos continuaram acessando o YouTube, da mesma forma que fizeram entre 2007 e 2010, quando o site também esteve bloqueado por uma censura à divulgação de vídeos que insultariam o fundador da Turquia moderna, Mustafa Kemal Atatürk.

Ao menos os turcos estão felizes agora. E podem acompanhar os passos de Jack Bauer, que voltou à ativa para enfrentar os vizinhos do país. Todas as terças, na Fox, às 22h30. “Viva um Novo Dia” é o nome da nova temporada. E hoje é dia.

Cupons de desconto TecMundo: