A possível retirada do Canal Nostalgia do ar no YouTube rendeu uma das maiores mobilizações dos produtores de conteúdo da internet brasileira: fãs, YouTubers, canais e celebridades nacionais acionaram contatos e pediram pela salvação do programa de Felipe Castanhari. Foi aí que, passados os sete dias de aviso que o site de vídeos concedeu antes de apagar a página, uma reviravolta garantiu a sobrevida do projeto.

Em um novo vídeo com atualizações sobre o caso, Castanhari revela que o Canal Nostalgia não vai acabar. Isso porque a Warner Bros., responsável por um dos três "strikes" do canal, retirou a notificação após algumas conversas. A Fox, que enviou o terceiro e último aviso, que resultou no possível fim do canal, garantiu que também fará a remoção. Até a publicação desta matéria, o pedido ainda estava no ar.

Castanhari aproveitou ainda para agradecer a todos que ajudaram com emails, telefonemas e outras formas de mobilização – da Amazing Pixel, network de vídeos que abriga o Canal Nostalgia, a advogados dispostos a defender o caso contra as emissoras.

E o canal volta com força total: um vídeo já está prometido para esta quarta-feira (22), sobre o clássico canal da Rede Manchete. Se o susto passou, agora é só comemorar: o número de inscritos do canal passou de 870 mil para 950 mil em uma semana – e a página "reserva" criada pelo autor, caso a original fosse apagada, conseguiu 300 mil pessoas no mesmo período e será usada agora para redirecionamento.

Cupons de desconto TecMundo: