Com 870 mil inscritos, Canal Nostalgia pode ser apagado do YouTube

1 min de leitura
Imagem de: Com 870 mil inscritos, Canal Nostalgia pode ser apagado do YouTube
Avatar do autor

Com mais de 870 mil inscritos, um dos canais brasileiros mais populares do YouTube está chegando ao fim. O "Nostalgia", que é comandado por Felipe Castanhari, recebeu a terceira e última notificação do site de vídeos por usar material sem autorização de direitos autorais. Segundo as regras da página, a punição é a suspensão da conta e a remoção de todos os vídeos do usuário, que não pode ter novas páginas.

O possível fim do "Nostalgia" gerou muita movimentação na internet brasileira. Além do apelo de milhares de fãs e outros youtubers, Castanhari faz parte da network de vídeos Amazing Pixel, que pertence ao Jovem Nerd, e ainda buscou contatos dentro da Google para reverter a situação. Infelizmente, o YouTube não pode fazer nada para burlar a regra só para salvar o canal. Uma petição no Avaaz já tem mais de 12 mil assinaturas.

No "Nostalgia", seriados, desenhos animados e outros ícones da cultura pop das décadas passadas eram homenageados com saudosismo e bom humor. Curiosidades, comentários e trechos desses conteúdos eram marcas registradas do canal – e foram esses pedaços de capítulos que causaram a última das notificações.

E agora?

Uma das soluções seria anular uma das notificações recebidas. A FOX, que emitiu a terceira por conta de um vídeo sobre Os Simpsons, e a Turner Broadcasting, representante da Warner Bros., que puniu o canal sobre o uso de imagens do desenho As Meninas Superpoderosas, ainda não responderam aos chamados.

Se tudo der errado, o final do "Nostalgia" ocorre daqui a quatro dias. Mas Castanhari não vai desistir e já tem um "plano B": mesmo perdendo os clipes, as incrições e visualizações, o canal Nostalgia pode mudar para o canal OficialNostalgia, que dará continuidade ao trabalho de onde ele parou.

Cupons de desconto TecMundo:

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Com 870 mil inscritos, Canal Nostalgia pode ser apagado do YouTube