Resultados similares serão interpretados de maneira diferente (Fonte da imagem: Reprodução/Search Engine Land)

Na semana passada, a Google anunciou uma alteração em seu algoritmo de pesquisas, sendo mais voltado ao bloqueio de sites com pirataria – eles não serão eliminados, mas terão pontos negativos na relevância e, por isso, ficarão mais difíceis de ser encontrados. Uma dúvida que muitos tinham era relacionada aos sites da própria empresa de Mountain View, que também seriam afetados.

Um exemplo é o YouTube, que apresenta materiais que ferem algumas leis de defesa aos direitos autorais. Mas, como o Search Engine Land deixou claro, há algumas formas de o novo algoritmo “burlar” o sistema com o YouTube e outros sites de bastante relevância – como o Twitter e Facebook, por exemplo. O principal disso é “reputação”, conseguida por pontos positivos anteriormente.

Além disso, o sistema de denúncias para conteúdo ilegal do YouTube é realmente complicado. Para cada denúncia, são necessários vários passos confusos e complicados, o que torna dificultoso o processo – e faz com que muitos usuários acabem desistindo da ação. Apesar disso, a Google afirma que trata o YouTube como “qualquer outro site” e que não fará distinções nas penalizações do buscador.

Como o Search Engine Land relatou, isso não está sendo visto. Tanto o YouTube quanto o Blogger parecem receber um tratamento diferenciado na hora das análises de conteúdo. Será que isso será alterado no futuro ou o Google Search continuará dando prioridade para os sites da empresa de Mountain View?

Fonte: Search Engine Land

Cupons de desconto TecMundo: