Um casal de youtubers acabou se envolvendo em um acidente fatal ao tentar registrar um vídeo para seu canal na plataforma de streaming. Para provar que era possível parar um projétil de arma de fogo com um livro, o garoto de 22 anos morreu ao ser baleado pela namorada de 19. Ela foi presa ao chamar a emergência para atender seu parceiro.

Pedro Ruiz e Monalisa Perez mantinham o canal La MonaLisa, que contém 13 vídeos postados a partir do começo de maio deste ano

Pedro Ruiz e Monalisa Perez mantinham o canal La MonaLisa no YouTube, que contém 13 vídeos postados a partir do começo de maio deste ano. Os conteúdos são diversos e quase sempre envolvem o relato de alguma experiência curiosa que o casal teve. Desta vez, porém, o desafio foi longe demais.

Tudo pela fama

Segundo o relato de Monalisa, que está sendo acusada de homicídio por ter atirado fatalmente em seu namorado, Pedro queria fazer um vídeo no qual ela disparasse uma arma real contra ele, que se protegeria usando um livro volumoso e de capa grossa, como uma enciclopédia antiga.

Monalisa contou que tentou dissuadir o namorado muitas vezes e que outros familiares do garoto também quiseram fazê-lo desistir de gravar o vídeo. No entanto, Pedro disse que queria fazer o registro o mais realista possível para ficar famoso e ganhar mais visitas.

Desert Eagle, o tipo de arma usado pela garota

Final infeliz

A garota foi convencida pelo namorado a atirar usando uma Desert Eagle calibre .50, uma pistola bem poderosa, e fez o disparo de uma distância de apenas 30 cm do peito de Pedro. Monalisa – que está grávida – foi presa assim que o resgate chegou na cena do crime e as câmeras que registraram toda a ação serão usadas como evidência para o caso.

Caso Monalisa seja condenada, sua pena máxima pode chegar a até 10 anos.

Cupons de desconto TecMundo: