Conhecida por já investir há certo tempo no mercado de dispositivos “vestíveis” (também conhecidos como “wearables”), a Sony apresentou suas novas soluções para a área durante a IFA 2014. Infelizmente, era preciso explorar além do que foi exibido no espaço da empresa para descobrir o verdadeiro potencial dos novos gadgets, cujas funções estavam disponíveis de forma limitada para o público presente no local.

O destaque nesse sentido foi o SmartWatch 3 que, como seu nome deixa claro, se trata da terceira geração do relógio inteligente da empresa japonesa. A principal novidade do aparelho é a presença do sistema operacional Android Wear, feito especificamente para aproveitar os recursos oferecidos por acessórios controlados a partir do pulso do usuário.

Embora o visual do gadget seja semelhante ao de seu antecessor direto, o dispositivo possui uma espessura ligeiramente menor e uma tela de 1,6 polegadas com resolução 320x320 pixels — uma clara evolução dos 220x176 pixels do SmartWatch 2. O produto também apresenta um núcleo em aço inoxidável resistente à ação direta da água e com proteção especial contra arranhões.

Infelizmente, tal qual aconteceu com nossos testes do LG G Watch R, não foi possível conferir todos os recursos oferecidos pelo sistema operacional Android Wear. Isso se deve ao fato de a versão do sistema operacional disponível para testes se mostrar bastante restritiva e acionar automaticamente alguns vídeos de demonstração ao tentarmos usar determinadas funções — restrição que também se fez presente na quantidade de configurações disponíveis.

SmartBand Talk

A outra novidade da empresa é a SmartBand Talk, evolução do acessório que acompanhou o lançamento do Xperia Z2. Respondendo aos pedidos dos consumidores, a fabricante adicionou uma tela com tecnologia e-ink à superfície do acessório, o que aumenta sua autonomia ao dispensar o uso de um smartphone para gerenciar os recursos oferecidos.

Também foram adicionados controles de voz, o que inclusive permite usar o acessório para falar com seus contatos. Além dos recursos de fitness já presentes na versão anterior do dispositivo (integradas ao aplicativo Lifelog), agora é possível acessar recursos como a lista de contatos favoritos e conferir a quantidade de passos dados durante determinado período — o uso dos espaços disponíveis deve ser configurado com o auxílio de um smartphone pareado à pulseira.

Infelizmente, a versão do aparelho disponível para testes na IFA 2014 claramente se tratava de um protótipo com funcionalidades bastante limitadas — a tela dos aparelhos sequer respondia aos toques feitos pelo usuário. Tivemos a oportunidade de ver o produto em sua forma totalmente funcional e devemos dizer que a evolução em relação à primeira SmartBand é clara; porém, infelizmente, não foi possível capturar esses momentos em vídeo.

A equipe do TecMundo viajou à IFA 2014 a convite da TP Vision/Philips.

Cupons de desconto TecMundo: