Não há dúvidas de que a Xiaomi atraiu a atenção de vários usuários de smartphone na China, ação que certamente se repete em outros mercados nos quais a empresa chinesa aporta. Por conta disso, era de se esperar que outros concorrentes ficassem preocupados, em especial a Google. Porém, Hugo Barra, executivo da fabricante oriental, disse que a Gigante da Buscas pode ficar tranquila nesse sentido. 

De acordo com Barra, a Xiaomi vai continuar usando o Android como sistema operacional de seus smartphones, e, ao menos do lado de cá do globo, vai abrir mão da sua própria loja de aplicativos para usar a Google Play. Além disso, ele explicou que, na China, os serviços da Gigante das Buscas não são usados com a mesma frequência que em outros lugares do globo, levando a companhia a tomar uma postura diferente em seu país natal. 

Por fim, o executivo também disse que a Xiaomi é uma empresa parceira da Google, e que, para a sobrevivência do Android fora da China, a presença de ferramentas como Gmail, YouTube e Google Maps é fundamental.

Cupons de desconto TecMundo: