Por mais que a maior parte do público conheça a Xiaomi por causa de seus smartphones — como os Mi 5s e Mi 5s Plus apresentados hoje —, a fabricante chinesa também investe em televisores já faz alguns anos. E nesta semana, a companhia revelou suas novas Mi TV 3S, que chegam com displays de 55 e 65 polegadas.

Mas os tamanhos de tela não são os principais atrativos dessas televisões. Isso acontece porque os novos modelos contam com dois recursos de altíssimo desempenho — resolução 4K e suporte para vídeos HDR. Ou seja: serão televisores com recursos avançados e preços mais baixos do que o que estamos habituados a ver.

O modelo de 55 polegadas usa painel produzido pela LG, enquanto o de 65 polegadas chega com painel da Samsung. Os dois modelos contam com design ultrafino e possuem apenas 9,9 milímetros de espessura — menor do que alguns smartphones do mercado. 

Dentro do aparelho há um chipset Amlogic T966 com quatro núcleos, que faz companhia a uma GPU Mali T-T830 também quad-core. Há ainda 2 GB de RAM e 8 GB de armazenamento, lembrando que a TV usa sistema operacional próprio e com integração a serviços de streaming chineses — e apps de karaokê integrados a microfones sem fio.

De acordo com a fabricante, há também alta qualidade de som, graças às tecnologias Dolby e DTS que foram empregadas nos televisores. Na China, o modelo de 55" será vendido por US$ 524 e o de 65" por US$ 750. Há ainda uma opção "Home Theater" com kit de som da própria Xiaomi, que custará US$ 900 com a TV de 65".

Bem que a Xiaomi podia voltar pra cá, não é mesmo?

Cupons de desconto TecMundo: