Não faz muito tempo que o novo smartphone de ponta da Xiaomi, o Mi5, foi lançado no mercado internacional, mas ele vem acumulando uma série de elogios dos críticos em geral por conta de sua estrutura robusta, especificações elevadas e preço reduzido. Isso, no entanto, não é o suficiente para a empresa chinesa, que resolveu encarar os lançamentos de fim de ano das rivais, como o Note 7 da Samsung e os iPhones 7 e 7 Plus da Apple, com uma versão ainda melhor do seu aparelho.

Supostamente chamado de Mi5s, a variante melhorada do smartphone top de linha da Xiaomi deve vir com uma configuração caprichada, incluindo itens como 6 GB de memória RAM e há até a possibilidade de ele contar com um sistema de câmeras duplas na traseira. Agora, no entanto, uma nova reportagem publicada na China adiciona algumas características interessantes à pilha de rumores sobre a novidade.

Boatos indicam que o Mi5s virá com tecnologia Force Touch na tela e um leitor ultrassônico de impressões digitais

Caso os boatos sejam verdadeiros, então o Mi5s virá com um painel sensível à pressão dos dedos sobre a tela e com um leitor de impressões digitais ultrassônico. Enquanto o primeiro item já ganhou versões em smartphones, com o 3D Touch do iPhone 6s e o Force Touch visto em aparelhos da Huawei e da ZTE, o segundo marcaria algo inédito entre os dispositivos eletrônicos de consumo.

Questão de segurança

Fruto de uma colaboração entre a Xiaomi e a Qualcomm, a tecnologia de leitor de digitais ultrassônico já foi demonstrada pela fabricante de chips durante a CES 2016. Embora a funcionalidade seja basicamente a mesma dos sensores mais tradicionais – inclusive no que diz respeito à velocidade –, o diferencial da tecnologia em questão vem da sua capacidade de fazer uma leitura muito mais completa dos dedos dos usuários.

Na prática, isso significa que o leitor ultrassônico de impressões digitais consegue construir e analisar uma imagem significativamente mais complexa e realista das marcas nos nossos dedos. Assim, ele acabaria dificultando bastante o trabalho de qualquer invasor que tentar enganar o sensor para obter acesso ao seu dispositivo.

O leitor ultrassônico de impressões digitais dificultaria ainda mais o trabalho de invasores

Por enquanto, ainda não há qualquer anúncio a respeito da data de lançamento, preço ou tecnologias embarcadas no Mi5s – que sequer foi confirmado pela fabricante. Como a previsão da chegada do dispositivo ao mercado internacional é ainda para 2016, espera-se que a Xiaomi comece a falar sobre ele dentro dos próximos meses. O TecMundo vai continuar acompanhando as novidades sobre o aparelho, então fiquem ligados.

Cupons de desconto TecMundo: