A Xiaomi anunciou hoje (23), por meio de seu blog oficial, que está começando a vender na China um novo produto bem diferente do que estamos acostumados a ver vindo da fabricante: a QiCycle Electric Folding Bike, uma bicicleta elétrica e dobrável com vários recursos inteligentes. A marca anuncia o produto como "perfeito para as cidades lotadas da China".

A bicicleta parece muito comum em um primeiro momento, mas ela é cheia de recursos legais. Primeiro, ela consegue ajudar o ciclista a pedalar por até 45 km de distância com seu motor elétrico e conta com sensores embutidos para rastrear a quantidade de calorias queimadas, além de GPS para determinar sua localização e o caminho percorrido.

Ela ainda pode ser dobrada de forma a ficar bem compacta para ser carregada em um porta-malas ou mesmo colocada em um canto para não atrapalhar ninguém dentro de apartamentos pequenos. Ela pesa 14,5 kg e possui baterias e outros componentes eletrônicos embutidos no cano central, que é mais grosso e abriga luzes na frente e atrás.

Mais do que smartphones 

Apesar de tudo isso, o que a Xiaomi quer com essa bicicleta é mostrar que a marca pode oferecer um produto melhor e mais barato do que a concorrência. Na China, o mercado de bicicletas elétricas é muito grande, inclusive já existem mais delas do que carros rodando nas ruas das cidades. Por isso, o preço foi fixado em 2.999 yuanes, o que equivale a cerca de R$ 1,5 mil na cotação atual.

A chinesa quer deixar claro que não é uma marca de smartphones, mas sim uma marca de tecnologia

Isso pode parecer bastante para uma bicicleta, mas na verdade é menos do que outras marcas têm cobrado na China por modelos com capacidades similares. Com essa oferta, a chinesa quer deixar claro que não é uma marca de smartphones, mas sim uma “marca de tecnologia”.

Apesar disso, a bicicleta está sendo lançada sob a marca QiCycle, que já foi usada pela Xiaomi para colocar no mercado outra bicicleta fabricada por uma startup parceira, na qual a chinesa investiu.

Ela se chama iRiding, e seu primeiro produto foi bem mais caro do que esse. Não temos confirmação sobre a possibilidade de essa segunda bicicleta ser fabricada pela iRiding também, mas fique ligado no TecMundo para saber mais sobre isso e as possibilidades de o modelo chegar a outros mercados além da China.

Cupons de desconto TecMundo: