Chefão do Xbox diz que usuários hardcore de PC “talvez não devam” ter um X1

2 min de leitura
Imagem de: Chefão do Xbox diz que usuários hardcore de PC “talvez não devam” ter um X1
Avatar do autor

A novela está longe do fim. Depois que a Microsoft anunciou que diversos exclusivos do Xbox One chegariam também ao PC, a exemplo de jogos de peso como Quantum Break, Gears of War 4 e Scalebound, entre outros, muitos jogadores torceram o nariz, enquanto outros defenderam a unificação das duas plataformas. Nesse contexto, Phil Spencer, o carismático chefão da divisão Xbox, tem sido um importante articulador.

Em um recente evento da Microsoft lá fora, o executivo recebeu uma enorme pergunta do Polygon, abordando, de forma clara, por que um jogador hardcore de PC iria querer comprar um Xbox One. A pergunta foi formulada exatamente assim: “Digamos que você está falando com alguém que é um jogador absoluto de PC. É um cara exclusivo do PC, ama o Steam, é doente pela plataforma. Por que eu, se for essa pessoa, vou comprar um Xbox One? Qual é a razão para eu comprar um Xbox One?”, perguntou o veículo.

De acordo com o portal, Spencer fez uma pausa de 10 segundos para responder de maneira enfática: “Você talvez não deva. E eu não estou tentando enganar você para comprar um Xbox One pelo que eu estou fazendo. Fui perguntado por alguém: ‘Você fez Forza 6: Apex como uma forma de mexer com os jogadores de PC sobre o quão bom Forza é para que eles comprem um Xbox One?’. Não. Não é esse o plano. Eles talvez não devam. E eu quero que fique tudo bem”, explicou o executivo.

O fato de a Microsoft ter uma presença nos dois lugares [Xbox One e PC] vai facilitar sua vida

Apesar dessa relativa discrepância entre o jogador de PC e o de console, Spencer opina que ainda há muitas razões para os jogadores de PC quererem comprar um Xbox One – sobretudo por causa da experiência que um console oferece.

“Acho que existe algo muito único em jogar games de console na minha televisão. 3 metros de distância com um controle nas mãos, eu e alguém sentados próximos, seja jogando um contra o outro ou junto com o outro, isso é diferente do que jogar no PC, sentando a menos de um metro enquanto se joga com teclado e mouse ou até mesmo um controle. (...) Vamos trazer a experiência mais absoluta possível de jogatina na TV, e se você decidir que quer um PC em vez de um Xbox One, o fato de a Microsoft ter presença nos dois lugares vai facilitar sua vida”, dissecou o chefão.

Xbox One e Windows 10 estão cada vez mais unidos

Para embasar sua justificativa, Spencer apontou recursos como saves e perfis compartilhados entre as duas plataformas e falou sobre o potencial que essas características têm para beneficiar o investimento da Microsoft na unificação.

“Dessa forma, se você comprar [jogos de Xbox One e PC], não vai sentir que está lidando com ilhas desconectadas que não entendem os games que você tem ou onde você está nesses jogos, ou o que suas conquistas são nesses títulos. Em vez disso, colocamos o jogador no centro de nossa plataforma e construímos nossas plataformas em torno dele”, concluiu.

O que você acha da unificação entre Xbox One e PC? Concorda com os argumentos de Phil Spencer? Discuta no Fórum do TecMundo.

Fontes

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Chefão do Xbox diz que usuários hardcore de PC “talvez não devam” ter um X1