O atual CEO da Apple Tim Cook aproveitou o espaço da Worldwide Developers Conference 2016 e fez uma intermissão para homenagear os 49 mortos vítimas de um ataque em uma casa noturna na cidade de Orlando, nos Estados Unidos. Para o executivo, o ato foi uma demonstração insensível de violência com o objetivo de dividir e destruir.

Tim Cook, homossexual assumido, pediu para que as pessoas na plateia se levantassem e fizessem um minuto de silêncio pelas vítimas do ataque e seus entes queridos. O ato lamentável de violência foi direcionado especificamente ao público LGBT que sabidamente frequenta a boate Pulse, local do atentado. Com 49 mortos e mais de 50 feridos, o tiroteio é considerado o mais fatal da história dos Estados Unidos.

Cook também afirmou na ocasião que a Apple é uma empresa que celebra a diversidade e que é formada por pessoas de todos os tipos no mundo inteiro

Após ter se assumido publicamente como homossexual, Tim Cook tornou-se um personagem importante dentro da comunidade LGBT, sempre defendendo direitos básicos e inalienáveis das pessoas, como o casamento gay e outros. Cook também afirmou na ocasião que a Apple é uma empresa que celebra a diversidade e que é formada por pessoas de todos os tipos no mundo inteiro.

Cupons de desconto TecMundo: