Quase 3 anos depois do Vista, a Microsoft finalmente lançará um novo sistema operacional (SO). Marcado para o próximo dia 22 de outubro, o lançamento do Windows 7 é bastante aguardado e muitos já devem estar pensando nas vantagens e desvantagens de migrar para o novo SO.

Aqui no Baixaki nós pesquisamos e levantamos alguns pontos que devem contribuir para a sua decisão de mudar ou não de sistema operacional com o lançamento do Windows 7. Foram abordados diversos aspectos e os resultados podem ser vistos agora!

PORQUE MUDAR PARA O WINDOWS 7

Facilidade para encontrar arquivos

Se você deseja encontrar um arquivo “perdido” em seu Windows XP, poderá pressionar a tecla F3 e, através de um sistema de pesquisa nada funcional, realizar uma busca. O Windows 7 disporá de duas ferramentas para isso. Uma é bastante conhecida dos usuários do Vista: a barra de pesquisa rápida presente no Menu Iniciar. Digite termos para pesquisa, execute comandos e tudo mais.

Indexação de bibliotecas do 7

O Windows 7 possui um sistema de indexação de bibliotecas, que organiza tudo por tipos de arquivo. Ali você poderá configurar as próprias pastas e, desta forma, terá todos os arquivos do gênero, de todo os cantos do seu HD, presente em único lugar. A busca ali segue o mesmo padrão da busca do Windows Vista, conforme você vai digitando o termo, os resultados vão aparecendo.

Suporte a Blu-ray

A mídia Blu-ray tem se tornado cada vez mais comum e o Windows 7 já embarca nessa onda, sendo o primeiro SO da Microsoft a suportar nativamente leitura e gravação deste tipo de discos. Isso significa que você só precisará do hardware para criar e copiar discos em Blu-ray.

Action Center

Inserido no Windows XP como Windows Security Center, a central de segurança do Windows é reformulada e ganha um novo nome: Action Center. Sua capacidade foi expandida, com informações mais amplas e precisas sobre a segurança de seu sistema, notificando os usuários de problemas e fornecendo um monitoramento do status do sistema, bem como informações para manutenção.

Segurança na hora de instalar programas

No Windows Vista já se via uma ferramenta deste tipo, o Controle de Conta de Usuário, que emitia avisos e pedia confirmações sempre que algo estava prestes a ser instalado. Isso tem um sentido funcional: realmente confirmar a procedência dos aplicativos que serão agregados em seu sistema. Contudo, sua presença incomodava um pouco e isso foi melhorado no Windows 7.

Não será preciso mais desativar todo o controle e ficar exposto a alguns riscos (principalmente quando não se tem total certeza da procedência de softwares que serão instalados em sua máquina), pois ele está mais inteligente e menos chato. É mais um ponto pro 7!

Visual melhorado

Se você já se derretia pelo visual do Vista, vai se encantar ainda mais com o do Windows 7! Aqui o esquema de ícones foi reformulado e você conta com uma estilização ainda maior de toda a parte visual do sistema. Além disso, as novas janelas podem ser encaixadas em qualquer lugar da Área de Trabalho.

Novo visual do Windows 7

Device Stage

A Microsoft dá um pequeno passo rumo à resolução de problemas com a instalação de hardware nas máquinas com o Windows 7. Apesar da grande popularidade dos dispositivos plug&play (como pendrives), ainda se encontra dificuldades para instalar impressoras e modens, por exemplo, em seu computador com Windows.

Para isso foi criado o Device Stage, no qual poderão ser encontrados menus inteligentes e mais intuitivos para a instalação destes dispositivos. Contudo, isso só funciona se as empresas fabricantes de hardwares fizerem sua parte e também criarem aplicativos compatíveis com esse novo sistema (elas são responsáveis pelo desenvolvimento dos “menus mais intuitivos”). O problema não foi resolvido, mas foi compartilhado.

Pequenas redes, configuração simples

Finalmente a Microsoft resolveu facilitar a vida de seus usuários na hora em que estes precisam criar pequenas redes. No 7 será muito mais simples configurar redes pequenas (ideal para pequenas empresas ou residências), pois ele possui um painel de controle específico para criação e gerenciamento destes núcleos de trabalho.

Janelas transparentes em um clique

O Aero Peek, uma “evolução” da interface Aero, inaugurada no Windows Vista, também chama atenção e merece destaque. No 7, ao posicionar o cursor do mouse sobre um ícone específico deste recurso, todas as janelas ficarão transparentes e você poderá visualizar o que acontece em sua Área de Trabalho. As janelas não chegam a sumir por completo, pois será possível visualizar seu contorno, mas ficam transparentes.

Aero Peek

Minimizar janelas com uma sacudida

No Windows 7 será possível minimizar janelas (qualquer janela) com apenas uma sacudida. É o que possibilita o novo recurso chamado de Aero Snap. Clique na barra de título das janelas e dê uma sacudida para que sejam minimizadas. Simples, não? Além disso, esse recurso permitirá ajuste automático de tamanho da janela para que duas janelas possam ficar abertas lado a lado em seu desktop.

Jump Lists

As Jump Lists, presentes no Windows 7, são uma evolução do recurso “Documentos recentes” de outras versões do Windows, que exibiam os documentos abertos/utilizados recentemente. A lista que era exibida se renovava rapidamente, afinal eram mostrados somente os 10 últimos aplicativos (e alguns, na verdade, nem apareciam ali).

No 7 este recurso foi reorganizado  e agora exibirá os arquivos separados por tipo, ou seja, arquivos de texto, planilhas, imagens e tudo mais. Assim ficará mais fácil encontrar o que você deseja e mais difícil “perder” os arquivos que você usou recentemente, tudo isso sem limite e muito bem organizado.

Acesso remoto direto

O recurso DirectAccess, presente no Windows 7, pretende facilitar o acesso remoto a máquinas e também o acesso remoto direto (e com segurança) a redes sem a necessidade de uma rede privada virtual (VPN). Essa é uma solução empresarial e só funciona se o 7 for utilizado em conjunto com o Windows Server 2008 R2.

BitLocker-to-Go

Criptografia nativa de arquivos já estava presente no SO da Microsoft desde o Vista, mas neste sistema só eram permitidas a criptografia de volumes de drives presentes em seu sistema operacional. No Windows 7 será permitido realizar a mesma tarefa também em volumes presentes em dispositivos removíveis.

PORQUE CONTINUAR NO WINDOWS XP

Preço

Windows XP ainda pode ser uma ótima opçãoA Microsoft divulgou em junho deste ano os preços dos pacotes de sua nova versão de SO:

• Home Premium – US$199,99
• Professional – US$299,99
• Ultimate – US$319,99

Para quem já possui alguma licença do XP ou do Vista e deseja apenas atualizar seu sistema pagará valores um pouco menores:

• Home Premium – US$ 119,99
• Professional – US$199,99
• Ultimate – US$219,99

Se pegarmos a cotação de hoje do dólar (aproximadamente R$1,78), encontraríamos o Windows 7 mais barato para compra cheia por, pelo menos R$ 356,00 e para atualização no valor de no mínimo R$213,00. Ou seja, um valor um tanto quanto salgado e se analisarmos alguns dos próximos pontos, não migrar de SO faz ainda mais sentido.

Suporte ao XP até 2014

A empresa de Bill Gates já descontinuou suporte para o Windows XP, contudo, até abril 2014 ainda serão lançados pacotes de correção para este sistema. Isto significa que os usuários do XP ainda terão quase 5 anos de suporte técnico, o que garantirá, dentre outras coisas, um fortalecimento da segurança de seu computador.

Windows 7 será padrão em novos PCs

Provavelmente daqui a poucos anos o Windows 7 será padrão nos novos computadores (desktops ou netbooks), ou seja, se você adquirir uma nova máquina ela já virá com o novo sistema operacional da Microsoft instalado e você terá pago por isso juntamente com o montante da máquina, o que significa que investir em uma licença agora pode ser desperdício de grana.

O mundo está na internet

Se o seu mundo está na internet, o sistema operacional utilizado pouco importa. Email, redes sociais, mensageiros instantâneos, agenda, jogos e muito mais podem ser acessados sem praticamente nenhuma instalação. Se você é uma dessas pessoas cuja a vida está praticamente toda na rede mundial de computadores, migrar para o 7 não é algo muito útil ou necessário.

Mudança = reconfiguração = trabalheira danada!

Provavelmente o seu computador com Windows XP está configurado do jeito como você gosta, com tema, papel de parede, posicionamento de ícones, programas instalados, atalhos na Área de Trabalho, extensões para o Firefox e tudo mais. Todo os dias, quando você liga o computador, já sabe o que fazer e não tem a necessidade de organizar nada.

Mudança = reconfiguração = trabalheira

Ao instalar um novo sistema operacional eu sua máquina será mais do que necessário reconfigurar tudo! Baixar os mesmos programas novamente, adicionar/remover atalhos, encontrar aquelas extensões que tornam o navegador ainda melhor e muito mais! Isso, sem dúvida, tomará um tempo e dará um bom trabalho para você, o que faz pensar se realmente é útil mudar de SO.

Aero pode sobrecarregar a placa de vídeo

Tudo bem que alguns testes existentes na internet apontaram o 7 como um sistema mais rápido que seus predecessores. Mas em tarefas mais cotidianas o novo sistema pode sair perdendo para o XP, pois seu sistema Aero, em certos momentos, pode acabar sobrecarregando a placa de vídeo, o que deixará seu PC mais lento. Mais uma desvantagem da migração.

Leia mais sobre este assunto em:

Mito ou Verdade: Windows tem prazo de validade?
Windows 7: tudo o que você sempre quis saber!
Análise: Windows 7
Análise: Windows 7 Enterprise
Tira-Dúvidas: Windows 7

E você, caro usuário, o que acha da migração? Está ansioso para adquirir a nova versão do Windows ou pretende permanecer com o que tem aí? Não deixe de registrar sua opinião em nossos comentários. Até a próxima. Sejam felizes!

Cupons de desconto TecMundo: