Caros leitores do Baixaki e especialmente os usuários do Windows 7, mais uma vez vamos colocar os navegadores de maior sucesso no portal à prova: qual está melhor adaptado ao novo Sistema Operacional da Microsoft? É o que esta briga sadia vai mostrar para você.

Os concorrentes e os testes

Serão sete navegadores testados:

Os testes são simples e têm o intuito de simular as mais corriqueiras operações que a maioria dos usuários executa: velocidade de inicialização com uma página e com seis páginas simultâneas, além do carregamento de novas abas. Eles foram executados em um notebook Lenovo 3000 C200 com processador Intel de 1.6 GHz e 1 GB de memória RAM.

Outras análises envolvem a estabilidade do navegador. Neste quesito, o que vale é o consumo de processador e de memória RAM. Para completar a disputa, testes do Acid3 e JavaScript indicam o nível de compatibilidade de conteúdo dos navegadores. Veja mais detalhes destes testes mais abaixo.

Vale o lembrete de que o Opera conta com o Turbo Mode, que pode melhorar o desempenho em diferentes situações. Decidimos não usar o Turbo Mode e testar todos os navegadores com suas configurações originais. Que comece a disputa!

Velocidade

Os testes de velocidade são simples e totalmente empíricos, ou seja, baseiam-se na observação do navegador em cinco situações diferentes: inicialização sem página, inicialização com uma página, inicialização com seis páginas, carregamento de nova aba sem página e carregamento de nova aba com página.

Os testes de inicialização foram divididos em dois: a “fria” e a “quente”. A primeira aponta a velocidade de carregamento do navegador imediatamente após o boot do computador, enquanto a segunda indica esta velocidade com o navegador já executado previamente.

A cada teste executado, os arquivos temporários e inúteis do computador foram excluídos com o CCleaner para não haver nenhum tipo de “dopping” a nenhum concorrente.

Inicialização “fria” sem página

Em nossos testes, deu empate entre Internet Explorer e Opera, ambos carregados totalmente em seis segundos. No entanto, não houve uma disparidade entre os concorrentes, muito pelo contrário: as duas versões do Chrome e as duas do Firefox consumiram sete segundos, enquanto o Safari ficou com oito segundos. Considerando pequenos deslizes na cronometragem, as diferenças são praticamente inexistentes. Veja no gráfico como os resultados são parecidos.

Tempo de inicialização

Inicialização “quente” sem página

Novamente o páreo foi equilibrado. Todos os navegadores foram abertos rapidamente, em um segundo, com exceção do Firefox 3.5.5 e do Internet Explorer, abertos em dois segundos.

Tempo de carregamento

Inicialização “fria” com a homepage do Baixaki

Colocamos a página do Baixaki como home de todos os navegadores. Neste teste, entra em ação a influência da conexão, que pode gerar resultados impresecisos. Aqui o Opera foi o navegador mais rápido, carregando totalmente a página em 13 segundos. Em seguida, com 15 segundos, apareceu o Chrome 4 Beta, seguido pelo Firefox 3.5  (18 segundos), Internet  Explorer (19 segundos), Chrome 3 (20 segundos), Safari (23 segundos) e Firefox 3.6 Beta 2 (26 segundos).

Tempo de carregamento

Inicialização “quente” com a homepage do Baixaki

Com o navegador já carregado uma vez, Explorer, Opera e Firefox 3.5 foram os mais rápidos com o tempo de cinco segundos. O mais lento foi o Safari, com 12 segundos marcados.

Tempo de carregamento

Inicialização “fria” com seis abas

Decidimos forçar um pouco a barra e programar seis páginas como home em todos os navegadores. São todos os sites da No Zebra Network: Baixaki, Tudo Gostoso, Baixaki Jogos, Eu Já Fui!, Muita Música e Minha Série.

O Opera superou a concorrência de longe: deu show e abriu todas as páginas completamente em apenas 19 segundos. O segundo colocado foi o Chrome 4 Beta, com o tempo de 30 segundos, bastante distante. O “lanterninha” foi o Safari, demorando 55 segundos ao todo.

Tempo de carregamento

Inicialização “quente” com seis abas

Com as mesmas seis páginas programadas e os navegadores já “aquecidos”, quem mandou bem foi o Firefox 3.5, com o ótimo tempo de 10 segundos. O Opera ainda se manteve bem e ficou com o segundo lugar e o tempo de 13 segundos. O Safari ficou bem atrás novamente e levou 44 segundos.

Tempo de carregamento

Carregamento de nova aba

Este teste é muito simples: com a página do Baixaki totalmente carregada, apenas abrimos uma nova aba. Não houve disparidade entre os navegadores, mas foi possível perceber que Opera e Firefox 3.6 Beta 2 são extremamente rápidos neste aspecto e abrem uma nova aba em menos de um segundo. Os outros navegadores variam entre um e dois segundos.

Tempo para carregamento de nova aba, sem grande disparidade entre os navegadores.

Carregamento de nova aba com página

Este teste foi parecido com o anterior, porém uma nova página foi aberta juntamente com a aba. O Chrome 3 foi o mais rápido e carregou a nova aba em três segundos, seguido de perto pelo Internet Explorer e o tempo de quatro segundos. Novamente o Safari teve o pior desempenho, com o tempo de 12 segundos.

Tempo de carregamento de uma nova página em aba.

Estabilidade

Não há segredo nenhum neste teste. Com o navegador já carregado, acessamos o Gerenciador de Tarefas do Windows e observamos o uso do processador e consumo de memória RAM durante 20 segundos, levando o pico dos dois índices como referência.

Primeiro, observamos os navegadores com a página do Baixaki totalmente carregada. Firefox 3.5, Opera e Internet Explorer mostraram os consumos mais baixos de processador, com cerca de apenas 5% de pico.

Em termos de memória RAM, o Chrome 3 exigiu apenas 17 MB, seguido por Firefox 3.5 (29 MB) e Chrome 4 (34 MB). O navegador mais pesado foi o Safari, com 117 MB de memória utilizados para somente uma página.

Consumo de memória com uma aba carregada.

Fizemos exatamente a mesma análise, desta vez com seis páginas abertas simultaneamente (as mesmas seis páginas já mencionadas anteriormente). Opera e Internet Explorer exigiram quase nada do processador: cerca de 5% da capacidade. Já  Safari e Chrome 3 atingiram picos de 53% e 43% de uso do processador, respectivamente.

Em termos de memória RAM, o Firefox 3.5 se mostrou mais leve, exigindo 65 MB. O Google Chrome 3 exigiu bastante e somou 140 MB.

Consumo de memória com seis abas simultâneas.

Acid3

O Acid3 Test Page é uma página de teste que confere a capacidade que um navegador tem de seguir certos padrões da web, especialmente os relacionados a modelos de documentos e JavaScript. Em outras palavras: quanto melhor o desempenho de um navegador, maiores são as chances de exibir todo o conteúdo de um site de maneira correta, sem problemas de compatibilidade. É importante ressaltar que estes testes não foram elaborados por nós.

As duas versões do Chrome, o Opera e o Safari “gabaritaram” este teste e atingiram a pontuação máxima. As duas versões do Firefox vieram logo em seguida, com pontuação de 93. O Internet Explorer ficou longe de um desempenho satisfatório, marcando apenas 20 pontos.

Os resultados do teste Acid3.

JavaScript

Na mesma linha do Acid3, há também o Dromaeo JavaScript Performance Testing, uma série de testes complexos e extensos que analisam todas as habilidades do navegador em relação à linguagem Java.

Os resultados do teste de JavaScript.

Conclusões

Como é possível perceber, não há uma unanimidade no teste: todos os navegadores apresentaram bons e maus momentos. No entanto, há que se destacar o desempenho do Opera, que ficou sempre entre os primeiros em todos os testes. Google Chrome e Mozilla Firefox também mostraram desempenho satisfatório no geral. Também se faz necessário destacar os resultados negativos do Safari.

O Opera não tem o nome do Internet Explorer e não é tão badalado como alternativa quanto o Chrome e o Firefox, mas a verdade é que este navegador sempre demonstrou desempenho excelente. Vale o lembrete de que ele ainda conta com o Turbo Mode, que melhora o desempenho do navegador em diferentes situações. Sem dúvida alguma, é uma opção perfeita para o Windows 7.

Chrome e Firefox melhoram a cada versão, mas ainda apresentam velhos calcanhares de Aquiles: o primeiro ainda consome muita memória e o segundo sofre com lentidão no primeiro carregamento. No entanto, esses são detalhes que não comprometem o uso dos navegadores.

O Internet Explorer dá a impressão de se encaixar melhor com o Windows 7. Em testes anteriores, o navegador da Microsoft perdia muito terreno para Firefox, Chrome e Opera. Hoje, o IE consegue forças para reequilibrar a disputa, mas ainda está um pouco abaixo da concorrência.

O Safari ainda não encontrou seu caminho no Windows. Com visual muito agradável, porém desempenho que deixa a desejar, espera-se um navegador de maior qualidade vindo da Apple.

O fato é que um navegador cria uma espécie de fã-clube. Quem é fã do IE não abre mão da praticidade, enquanto os fãs de Firefox amam as extensões e os fãs de Opera não abrem mão dele de jeito nenhum.

Estes testes não pretendem dizer de forma conclusiva que tal navegador é melhor que outro, até porque você, caro visitante, não deve abrir mão do navegador que satisfaz as suas exigências. Esta análise fica como uma base para curiosos e para quem ainda não definiu qual navegador usar.

Cupons de desconto TecMundo: