Assim como qualquer outra coisa na vida, a Internet evoluiu. Evoluíram aplicações, códigos, meios de produção, linguagem e comunicação. Só uma coisa ficou perdida no limbo nos tempos da Era Digital – o Internet Explorer 6. O navegador ainda faz parte de uma espécie que já deveria ter sido extinta há alguns anos. Entretanto, muita gente ainda continua usando o IE6. Talvez seja por desatenção e em alguns casos uma espécie de masoquismo, mas existem várias provas de que esse navegador não é de uso recomendável.

Sites como o YouTube, Twitter, Orkut e uma série de outros serviços da web já aderiram à campanha para que o navegador seja tirado de uso. Porém, apesar dos avisos, pedidos e súplicas dos desenvolvedores, aproximadamente 34% dos acessos a sites são feitos no mundo provém do IE6. Uma boa razão para isso ainda acontecer é a inexperiência de alguns usuários de internet. Muitas vezes se desconhece meios de atualização de navegador ou a possibilidade de instalar um novo. Logo, o sujeito mantém o uso do Internet Explorer 6.

O IE6 é considerado como o

O Baixaki já esclareceu algumas dúvidas de marinheiros de primeira viagem, clique aqui para ver. Ainda assim não há razão para continuar a usar um navegador tão antigo – a data de lançamento do IE6 é de 2001. De lá para cá muita coisa já mudou na internet, a começar pelo próprio conceito do meio. No ano de lançamento do navegador o uso da internet não era nem de longe parecido com o que é feito hoje.

Há oito anos não havia uma intensa proliferação de serviços como YouTube, redes sociais como Twitter e Orkut, também não havia a necessidade de trabalhar com abas, plugins, complementos, skins e uma série de comodidades que tornaram a internet o que conhecemos. Basta compararmos um site feito no início da década com os que temos hoje. Em 2001 não tínhamos toda a interatividade que podemos oferecer atualmente. A grande participação do usuário se dava quando assinava os “Guestbooks” (livros de visita) das páginas ou então mandava um email para o administrador.

Já existem versões mais recentes e boas do Internet Explorer!

Em 2001 os níveis de segurança requeridos para um navegador eram menores, as ameaças eram menores e talvez até menos potentes. Pode-se comparar o uso de um navegador desatualizado com dirigir um carro que não passou por todas as revisões e manutenções necessárias – qualquer hora você irá enfrentar problemas. Mas ao falar de navegadores temos algumas vantagens: vidas não são perdidas e também não é preciso desembolsar nenhum centavo para ter um novo.

Vírus, adwares, spywares, e tantos outros “wares” que podem fazer mal ao seu computador encontram uma porta aberta no IE6 e quando você se dá conta do que aconteceu já é tarde. Hoje em dia pragas como o “phishing” e outras formas de enganar o usuário estão mais aprimoradas e o Internet Explorer 6 não está preparado para defendê-lo de tanta insistência dos usuários mal intencionados e suas criações.

Se você frequenta produtos Google (Orkut, YouTube e outros) já deve ter notado uma janela que indica o uso do Google Chrome como navegador padrão do seu computador. Esta pode ser uma boa opção para quem quer manter-se dentro da “GoogleMania”. Uma outra alternativa é o consagrado Mozilla Firefox. O navegador da raposa já cativou milhões de usuários mundo afora e conquista mais e mais pessoas a cada dia. Os níveis de personalização encontrados no Firefox são excelentes e o navegador possui milhares de plugins, skins e muito mais.

Os produtos Google já aderiram ao movimento anti-IE6!A Mozilla também sugere o download do seu navegador!

O Opera também é uma boa ideia para quem quer “tirar o pé da lama” e usar aplicações de internet sem encontrar problemas de compatibilidade e segurança que o IE6 apresenta. Entretanto, os fãs da Microsoft não precisam ficar desesperados. A empresa já lançou outras duas versões do navegador, sendo que a mais recente – IE8 – está dentro dos padrões de navegação para os sites mais modernos.

Procure alternativas ao IE6!

Para quem não aguenta mais sofrer com os problemas do Internet Explorer 6, a própria Microsoft já admitiu que esse tormento terá um fim. O suporte a esse navegador será dado até 2014, ano em que expirará também o ciclo de vida do Windows XP. Além disso, a empresa deixou claro que o computador é do usuário e ninguém melhor do que ele para optar quais produtos são bons para a máquina.

Então, se você enfrenta problemas de compatibilidade, sofre com travamentos constantes, ataques de vírus, phishings e uma série de outras pragas, procure verificar qual é a versão do seu Internet Explorer. Agora que você já sabe dos riscos que corre e de toda a movimentação para que este navegador seja aposentado, faça com que essa informação seja espalhada para todos! Atualizar o seu navegador é importante, não deixe de mantê-lo em dia!

Cupons de desconto TecMundo: