Depois de ter excluído progressivamente a marca Xbox de seus aplicativos de música e vídeo, a Microsoft reinaugura sua plataforma musical Xbox Music no Windows 10, agora batizada como Groove. O serviço vai continuar funcionando da mesma maneira, disponibilizando uma biblioteca de mais de 40 milhões de faixas musicais para quem for assinante do Groove Music Pass, mediante o pagamento de US$ 9,99 mensais ou US$ 99 por ano (cerca de R$ 31 e R$ 312 respectivamente).

Groove é um termo em inglês de difícil tradução para o português, mas é algo que dá a ideia de “balanço”, “rebolado”, “suingue”. Ou seja, um nome bastante apropriado para um aplicativo cujo principal produto veiculado é a música. Além do acesso ao imenso acervo musical, o novo Groove vai disponibilizar uma grande quantidade de rádios e permitir que o usuário armazene sua própria coleção de MP3 na nuvem através do serviço OneDrive.

Sobrou para o Xbox Video também

Junto com essa mudança, o Xbox Video também será renomeado e passará a ser Movies & TV no Windows 10. O serviço dará acesso a filmes e programas de TV, seja por meio de aluguel ou compra, e esse conteúdo ficará disponível em todos os dispositivos com o mais novo sistema operacional da Microsoft, além dos consoles Xbox.

O motivo para essa mudança? Segundo Joe Belfiore, vice-presidente corporativo da Microsoft, a ideia é manter o nome Xbox ligado apenas aos games, visto que muitas pessoas que utilizam o Windows sequer fazem ideia que o console e o SO são marcas da mesma empresa.

Cupons de desconto TecMundo: