Quem já teve que lidar com um PC com módulo de memória instável, instalação corrompida do sistema operacional ou com uma ventoinha do CPU que insiste em trabalhar apenas quando quer sabe como é trágica a visita constante da clássica mensagem de fundo azul do Windows, conhecida mundialmente como Blue Screen of Death (BSOD) e apelidada pelos brasileiros de Tela Azul da Morte. Ao que parece, a Microsoft finalmente resolveu dar um basta nessa ameaça azulada, mas não do jeito que você imaginava.

Presente nos produtos da Microsoft desde pelo menos a década de 1990, a telinha mortal ainda faz vítimas até mesmo no robusto e renovado Windows 10. No entanto, o vazamento de uma build prévia do Creator’s Update há alguns dias revelou que o recurso que avisa quando o computador está com problemas e exibe um código do erro pode não ser resolvido de vez, mas vai ganhar uma aparência renovada. A principal mudança? Um tom verde no lugar da cor tradicional, criando uma espécie de Tela Verde da Morte!

Tela Verde da Morte, Green Screen of Death ou GSOD? Você decide!

Como a próxima grande atualização do sistema operacional – que deve trazer uma enxurrada de novidades à plataforma – ainda está em um período de testes intenso por parte do integrantes do programa Insider não é de se estranhar que essa galera goste de fuçar todo material disponibilizado pela companhia, mesmo aquel que, teoricamente, foi colocado indiretamente no ar. Bem isso foi exatamente o que aconteceu com o leak da versão de testes de número 14997 do update.

Assim que o pacote de download foi colocado na web, os internautas vasculharam uma série de novos itens no patch, entre recuros extras e consertos de bugs. Ainda que a Microsoft não tenha se pronunciado oficialmente sobre o assunto, um de seus funcionários parece ter levado tudo na brincadeira e foi ao Twitter para revelar que os usuários não tinham descoberto algo bem interessante no material. “Bem legal ver o que o pessoal está descobrindo na build vazada, mas eles perderam uma grande mudança! Uma mudança enorme!”, publicou o desenvolvedor Matthijs Hoekstra.

O futuro é verde? Mais ou menos...

Eventualmente, outro tweet deu a pista que faltava para que os internautas descobrissem a tal da grande mudança: “Green!” (“Verde!”). Com a dica a charada foi solucionada, mas descobriu-se também algo que não deve deixar os fãs da mudança visual felizes. Isso porque além de o update não resolver realmente as origens das mensagens de erro, a versão verde da Tela Azul da Morte só vai estar disponível para as edições do Windows 10 liberadas através do Insider.

Abrir mão da Tela Verde da Morte pode ser o preço a pagar para ajudar os programadores

A ideia, ao que parece, não é trazer o design e as cores do Xbox ainda mais para dentro do ecossistema Windows, mas sim diferenciar facilmente os problemas ocorridos em versões estáveis e de testes do sistema operacional. Pensando racionalmente, até que a explicação faz sentido, já que o número de problemas em builds Beta do software costuma ser bem maior que no produto final. No final das contas, abrir mão da Tela Verde da Morte pode ser o preço a pagar para dar uma mãozinha aos programadores da Microsoft.

Ah, vale lembrar que, apesar de os trabalhos em cima da atualização estarem pausados durante essa época de festas, o trabalho deve voltar com tudo logo depois da virada do ano. Afinal, a versão final do Creator’s Update está programada para muito em breve: março de 2017. Será que a empresa de Redmond não muda de ideia e disponibiliza mais cores para a BSOD até lá?

Cupons de desconto TecMundo: