A gente pode não conseguir enxergar, mas provavelmente estamos rodeados de sinais e ondas responsáveis por transmitir os dados entre os vários dispositivos do nosso dia a dia. A rede WiFi é uma das responsáveis por “popular o ar”, sendo que nós já mostramos como seria a sua manifestação física em uma matéria antiga. Porém, essa poluição – ilustrada por um artista genial – pode ocasionar alguns problemas de conexão, interferência ou uma lentidão bem desagradável na internet.

Pensando em uma solução para essa questão, Julien Herzen, doutorando da Escola Politécnica de Lausanne (EPFL), desenvolveu um algoritmo capaz de selecionar automaticamente as melhores frequência de redes WiFi. A invenção tem como objetivo evitar problemas de conflito e interferência com os outros sinais presentes ao seu redor, podendo aumentar a capacidade de transferência de dados – e, por consequência, a velocidade da conexão – em até sete vezes.

Julien Herzen, da Escola Politécnica de Lausanne (EPFL)

Como funciona?

Em um artigo publicado no site oficial da EPFL, o funcionamento desse algoritmo é brevemente explicado e cita como exemplo de aplicação um centro urbano onde cada residência tem o seu próprio ponto de acesso sem fio. O princípio da criação é utilizar simultaneamente todas as frequências diferentes que o roteador é capaz de oferecer (até 8 canais ao mesmo tempo), trabalhando com um menor número de repetições.

“A frequência – ou rota – por onde os dados passam se divide em 13 canais. Os roteadores são programados de forma que os dados viajem por alguns deles. Diversos dispositivos – um de cada quatro – usam a mesma passagem. Entretanto, quando pontos de acesso próximo usam o mesmo canal, isso cria a interferência. Esse é o mesmo princípio observado nos congestionamentos provocados pelo grande volume de carros em uma única estrada ou avenida”.

Essa divisão é realizada automaticamente e em tempo real pelo algoritmo de Julien Herzen, o que resulta em um maior volume de conexão, com um aumento considerável de velocidade. Porém, por enquanto, todos os resultados foram obtidos em teste laboratoriais.

Resta-nos saber se o algoritmo de Herzen vai se mostrar realmente efetivo na “vida real” e providenciar um verdadeiro aumento da velocidade nas redes WiFi. Vamos torcer!

Cupons de desconto TecMundo: