O índice Popsynergy, da Agência Nova/sb, pesquisou 18 temas entre 7,5 mil pessoas no Brasil para tentar descobrir qual é o assunto mais popular em 2015. Interessantemente, quem está na ponta da lista é o WhatsApp, que recentemente passou por um turbilhão de problemas judiciais e foi bloqueado por algumas horas no Brasil.

Segundo a pesquisa, 73% dos entrevistados utilizam o aplicativo o dia todo. As respostas indicam que a escolha é baseada na rapidez de comunicação, na economia na conta de celular e a facilidade de falar com várias pessoas ao mesmo tempo. Entre os pesquisados, 79% ainda indicam a aplicação para amigos e familiares.

“Os brasileiros já mostraram ao mundo que são apaixonados por se comunicar e compartilhar experiências, vide a nossa liderança em várias redes sociais. E o WhatsApp não é mais apenas um aplicativo; tornou-se quase um serviço essencial para facilitar a vida nas cidades. Portanto, a decisão de bloquear o WhatsApp só poderia dar nisso, mais gente falando sobre o aplicativo. Hoje ele faz parte da vida do brasileiro, popularizou-se e integrou as relações sociais também no trabalho", comentou Bob Vieira da Costa, sócio fundador da Agência Nova/sb.

A metodologia da pesquisa, de acordo com a agência, consistiu na entrevista com 60 grupos focais para definir os 18 temas mais populares. As 7,5 mil pessoas eram maiores de 18 anos e estavam distribuídas no Sudeste (45%), Nordeste (20%), Norte e Centro-Oeste (20%) e Sul (15%).

Abaixo, acompanhe o ranking completo:

  • 1. Whatsapp
  • 2. Aplicativo de táxi
  • 3. Waze
  • 4. Compras de Mês
  • 5. Pontos / milhas
  • 6. Comércio por dispositivos móveis
  • 7. Combate à Homofobia
  • 8. Comparadores de Preços
  • 9. Ciclofaixas
  • 10. Faixas Exclusivas
  • 11. Marcas Próprias
  • 12. Educação Formal
  • 13. Consumo de álcool por menores de idade
  • 14. Crédito em Banco
  • 15. Descriminalização da maconha
  • 16. Ampliação de rodízio de carro
  • 17. Pedágio urbano
  • 18. Economia de água

Para você, qual foi o assunto mais comentado de 2015? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: