Não há dúvidas de que o WhatsApp tem facilitado (e muito) a vida de diversos profissionais pela praticidade de poder entrar em contato com alguém a qualquer momento, especialmente aqueles que dizem estar sempre ocupados. E foi exatamente por tentar se comunicar com um réu que nunca era encontrado (e também por não ter certeza de seu endereço) que um juiz decidiu usar o aplicativo para facilitar seu trabalho. 

O caso em questão aconteceu no município de Lucas do Rio Verde, no Mato Grosso, onde o juiz Ivan Tesaro, da Vara do Trabalho, recorreu ao app de mensagens para realizar uma citação (um dos primeiros atos de um processo judicial, no qual o réu ou interessado é chamado a juízo para se defender). Como os próprios pais do réu informaram que a única maneira de se comunicar com ele era pelo celular, o magistrado resolveu utilizar o WhatsApp por conta do recurso que “dedura” quando uma mensagem foi lida (os dois tiques azuis). 

Quando a visualização da mensagem ocorreu, os servidores da Vara tiraram uma foto da tela do celular, que foi anexada ao processo para comprovar que a citação foi enviada e lida. No caso desse processo, foram feitas quatro tentativas de contato: visita do oficial de justiça, ligações, citação por edital e texto pelo WhatsApp. 

Algo que vale ser mencionado é que essa não é a primeira vez que o juiz da Vara do Trabalho de Lucas do Rio Verde recorre ao aplicativo. Ele foi utilizado em outras duas ocasiões para notificar o mesmo réu, porém em processos diferentes (no caso mencionado nesta notícia, isso se deu por conta de uma reclamação trabalhista).

O WhatsApp também tem facilitado as suas ações no trabalho? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: