A vida é feita de pequenas conquistas. Enquanto para alguns isso significa conseguir um diploma ou passar daquela fase impossível de Candy Crush, para Tim Berners-Lee esse é o modo de colecionar invenções e prêmios no universo da tecnologia. Isso porque, depois de praticamente inventar a internet como a conhecemos – graças à criação da World Wide Web –, o profissional arrebatou a bagatela de US$ 1 milhão (R$ 3,1 milhões) ao conquistar o Turing Award, o chamado “Nobel da Computação”.

O dinheiro obtido com isso, no entanto, não diz tanto sobre Berners-Lee quanto o prestígio e reconhecimento que isso traz ao seu mais do que exemplar currículo. Afinal, estamos falando de alguém que basicamente desenvolveu o hyperlink ao gravar em pedra elementos como HTML, HTTP e URL, recebeu em 2002 a Medalha Albert, foi nomeado Cavaleiro Comandante da Ordem do Império Britânico e ganhou o Webby Award na categoria “Lifetime Achievement” – algo como “Conjunto da Obra” ou “Realizações em Vida”. Que chato, hein?

Criador e criatura

Ele não deve se aposentar mesmo depois de embolsar o prêmio milionário

Na prática, isso quer dizer que o responsável por colocar no ar a primeira página da web do mundo, em 6 de agosto de 1991, não deve se aposentar mesmo depois de embolsar o prêmio milionário. Afinal, o britânico ainda é bastante ativo em seu meio, trabalhando como pesquisador sênior e membro do conselho do MIT, administrando uma série de funções da Fundação World Wide Web – organização da qual é fundador – e ainda dando seus pitacos em relação ao que a internet se tornou nos últimos tempos.

Para ele a web possui um sistema muito disfuncional e que levou não apenas a uma plataforma para compartilhamento da verdade e boas intenções, mas também ao surgimento de um canal capaz de espalhar ódio e mentiras. Essa discussão é bem atual em uma época em que o tema “fake news" e seu impacto na política, por exemplo, é debatido diariamente. Berners-Lee ainda é um defensor ferrenho da neutralidade na rede e um advogado bastante vocal contra qualquer iniciativa que ameace a privacidade dos internautas.

Cupons de desconto TecMundo: