Imagem de Ratchet & Clank: Full Frontal Assault
Imagem de Ratchet & Clank: Full Frontal Assault

Ratchet & Clank: Full Frontal Assault

A Q-Force está de volta para defender a segurança interplanetária

Desde os tempos do PlayStation 2, Ratchet & Clank se consagrou como uma série que concilia de maneira bastante divertida o gênero dos shooters com a loucura dos jogos de plataforma. Com o último game da franquia, All 4 One, lançado em outubro de 2011, os heróis da equipe Q-Force retornam com tudo em Full Frontal Assault.

No entanto, quem espera encontrar um game com o mesmo estilo dos jogos anteriores irá se surpreender com as mudanças apresentadas aqui. Isso porque dessa vez, a série aposta na mescla da exploração de cenários com o tower defense.

Ao mesmo tempo, quem espera uma campanha single-player robusta também deve tomar cuidado com Full Frontal Assault. Apesar de oferecer uma campanha principal (que pode ser jogada também em um co-op local ou online), o game aposta mais nos embates diretos entre os jogadores em um modo multiplayer competitivo bastante explosivo. Ficou curioso? Veja maiores detalhes na análise completa abaixo:

Apesar de algumas falhas que atrapalham um pouco a experiência single player de Ratchet & Clank: Full Frontal Assault, o game é bastante interessante e divertido. Com o mesmo bom-humor e qualidade de sempre, a Insomniac Games apostou em uma nova fórmula de jogo e apresenta bastantes novidades a série.

Img_normalO jogo, que mistura exploração e tower defense, é perfeito para quem procura uma boa campanha cooperativa ou para quem gosta de disputar partidas acirradas com os amigos (tanto localmente quanto online), uma vez que é no modo multiplayer que o jogo realmente brilha.

Desse modo, o game é uma ótima aquisição para quem gosta desse tipo de modalidade. Se esse não foi exatamente o seu caso, um aluguel com certeza dá conta de sua curta, porém divertida, campanha principal.