Microsoft retira Xbox Game Pass grátis de 230 mil funcionários

2 min de leitura
Imagem de: Microsoft retira Xbox Game Pass grátis de 230 mil funcionários
Imagem: Shutterstock

Funcionários da Microsoft estão insatisfeitos com a companhia após a empresa anunciar o fim de um benefício para os colaboradores. Segundo uma reportagem do site The Verge, quem trabalha na companhia perderá a partir de janeiro de 2024 a assinatura gratuita do pacote de serviços Xbox Game Pass Ultimate, que antes era fornecida à equipe.

Funcionários que trabalham diretamente com a divisão Xbox ainda manterão a vantagem. No entanto, quem está em outros setores da Microsoft — como nuvem, dispositivos e Windows, por exemplo — será afetado pela medida, que fazia parte de uma série de benefícios concedidos aos trabalhadores.

No geral, isso significa que as cerca de 238 mil pessoas agora terão que pagar para ter o serviço via assinatura mensal ou anual. Ela será oferecida com um desconto não detalhado para essas pessoas, a partir de uma loja interna da marca que traz outros produtos a preços promocionais para funcionários.

O Game Pass é um dos destaques da atual geração de consoles da marca, o Xbox Series X|S.O Game Pass é um dos destaques da atual geração de consoles da marca, o Xbox Series X|S.Fonte:  GettyImages 

De acordo com o The Verge, os funcionários receberam mal a notícia, inclusive utilizando a plataforma interna de mensagens da empresa para reclamar da remoção aos superiores.

O chefe da divisão Xbox, Phil Spencer, até teria respondido nesse espaço que não estava sabendo da alteração e que iria investigar melhor o assunto. Por enquanto, a Microsoft não se pronunciou oficialmente sobre o assunto.

Mais mudanças na Microsoft

Essa é só mais uma de uma série de decisões corporativas controversas da divisão de games da Microsoft nas últimas semanas. A empresa protagonizou diversas polêmicas durante os últimos dias.

Recentemente, a companhia aumentou consideravelmente o preço do console Xbox Series S apenas no Brasil, além de anunciar uma nova política que restringe o uso de acessórios não oficiais nos consoles. Além disso, o próprio Game Pass subiu de preço em junho, em um raro reajuste promovido pela empresa.

No ar desde 2017, o Xbox Game Pass garante o acesso a um catálogo fixo e rotativo de games para PC e consoles, além da possibilidade de jogá-los por transmissão na nuvem em outros dispositivos para assinantes do plano Ultimate.

A receita do serviço e o crescimento da plataforma são considerados vitais para a divisão. Em um vazamento de documentos internos durante um processo envolvendo a aquisição da Activision Blizzard pela Microsoft, que foi concluída em outubro deste ano por quase US$ 70 bilhões, Spencer sugeriu que a Microsoft até poderia sair do segmento de games se o Game Pass não crescer o suficiente até 2027.

Você sabia que o TecMundo está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.