Tribunal ordena YouTuber a se afastar de Roblox

1 min de leitura
Imagem de: Tribunal ordena YouTuber a se afastar de Roblox
Imagem: Roblox

Uma corte norte-americana de Oakland, na Califórnia, ordenou que o YouTuber Benjamin “Ruben Sim” Simon distancie-se de Roblox. Em seu canal totalmente focado no jogo, o rapaz tem cerca de 849 mil inscritos.

Apesar de estar banido do game há anos, o polêmico criador de conteúdo constantemente encontrava formas de retornar, burlando o sistema de banimento da plataforma.

Em novembro do ano passado, a Roblox Corporation entrou na justiça acusando o rapaz de vir atacando seus jogadores e funcionários há anos, além de supostas tentativas de fazer uploads de uma selfie semi-nu, de fotos de Hitler e também de um modo de jogo envolvendo sexo.

Inicialmente, a produtora pedia US$ 1,6 milhão de indenização, mas aceitou receber um pagamento de "apenas" US$ 150 mil. Além de pagar a multa, seguindo a decisão do tribunal, Ruben Sim concordou em:

  • parar de fazer falsas declarações sobre Roblox;
  • deixar de encorajar violência contra os funcionários e os escritórios da empresa;
  • não se aproximar do escritório da produtora;
  • não criar vídeos que encorajem ou enalteçam a violação das regras do jogo ou o acesso à plataforma após banimentos.

Além disso, o criador de conteúdo deve se comprometer em remover todos os vídeos atualmente disponíveis em seu canal que vão direto contra a decisão da corte.

Quando procurado pelo site norte-americano Polygon, Ruben Sim não quis comentar o assunto. Ele se limitou a dizer que sua resposta será enviada ao seu canal no YouTube "nos próximos meses". Já a Roblox Corporation nem mesmo respondeu a solicitação do portal.

Fontes